Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 30 de Março de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31081976


Edicão n° 169 de Julho 2017


GERAL

Skate no Asilo realiza mais uma edição no Asilo Padre Cacique


O sábado (29/07) será radical no Asilo Padre Cacique, em mais um Skate no Asilo. A
iniciativa da Smile Flames está em sua 5a edição e leva música e animação para todos.
Os skatistas dão um show nas manobras e os vovôs dão as notas, acrescentando uma
pitada de bom humor nas avaliações. Entre os comentários bem humorados estão:
"Quer minha bengala?" e "Seria melhor ter ido ver o filme do Pelé", entre outros. Tudo
para transformar o dia dos moradores do asilo mais alegre e descontraído.

A programação inicia às 14h e vai até as 17h. O Asilo Padre Cacique fica localizado na
Avenida Padre Cacique, 1178, bairro Menino Deus, em Porto Alegre. O ingresso custa R$
10,00 e os 250 primeiros inscritos ganham um brinde.

Outras informações podem ser obtidas no link sympla.com.br/skate-no-asilo-
2017__150937.

Serviço:

Skate no Asilo 2017

Dia 29/07, a partir das 14h, no Asilo Padre Cacique

Ingresso: R$10,00 e os 250 primeiros ganham um copo lindo do evento e um brownie
delícia da Charlie Brownie

Doações:

Os participantes, lembram que as doações são bem-vindas. O Asilo Padre Cacique
divulga a lista de itens que são de maior necessidade.

Alimentos:

Amido de milho

Adoçante líquido

Achocolatado em pó

Bolacha doce e salgada

Café solúvel e em pó

Erva-mate

Extrato de tomate

Farinha Láctea

Feijão

Leite de soja

Leite integral

Leite em pó

Margarina

Mucilon

Leite condensado

Milho em lata

Molho de tomate

Sucos sem açúcar

Geléia

Creme de leite

Óleo de soja

Azeite de oliva

Higiene e limpeza:

Álcool gel

Desodorante spray

Fraldas descartáveis geriátricas BIGFRAL ou PLENITUDE - tamanho: G e XG

Hidratantes

Papel higiênico

Talco

Shampoo e condicionador

Aparelho de barbear descartável

Enxaguante bucal

Água sanitária

Sabonete líquido

Sabão em pó

Amaciante de roupas

Esponja para banho ...

Tricotaço Solidário reforça Campanha do Agasalho com doações e lazer


O frio deu uma trégua, mas a mobilização e a solidariedade não podem parar, porque
ainda tem bastante inverno pela frente. Por isso, a população está convidada para o
Tricotaço Solidário, neste domingo (30). O evento começa às 14h, na Avenida Edvaldo
Pereira Paiva (ao lado da pista de skate do Parque Marinha do Brasil), em Porto Alegre.
A programação inclui vários shows e atrações, tudo de graça para o público. Ao longo da
tarde, tricoteiras da Casa do Artesão vão estar no local para ensinar as pessoas a
fazerem tricô. O Sindilojas Porto Alegre vai doar 400 pares de agulhas e 800 novelos de
lã. As peças produzidas serão entregues à Campanha do Agasalho. A atividade é um
gesto simbólico para estimular as doações. Mas é importante que as pessoas levem
agasalhos ou alimentos para doar.
A Central de Doações da Defesa Civil precisa de roupas e calçados para adultos e,
principalmente, para crianças. Roupas de cama, toalhas, colchões, alimentos não
perecíveis e leite também serão bem-vindos.
Na última semana, a mais fria do ano, a maior necessidade foram os cobertores, que
logo acabaram. Os materiais são repassados para prefeituras e entidades sociais de todo
o estado. Até esta terça-feira (25), a campanha arrecadou mais de 270 mil itens,
entregues a 95 municípios e 54 ONGs.
O Tricotaço Solidário está sendo realizado por meio de parcerias com o governo do
Estado, desde a distribuição das agulhas até a montagem do palco. Os artistas não
cobraram cachê.

Confira o vídeo de mobilização.
A Campanha do Agasalho 2017 tem o tema 'Quem doa dá força'. É uma iniciativa da
Casa Militar, do Gabinete de Políticas Sociais e da Secretaria de Comunicação. O
Tricotaço Solidário tem apoio de Sindilojas Porto Alegre, Grupo Zaffari, Cabify, Celulose
Rio Grandense, HITS, Master Palco, Combat, Tecnisan, Unimed, SPR e Impacto Vento
Norte.
Em caso de chuva, o evento será transferido.
ATRAÇÕES
14h - Guri de Uruguaiana
15h - Elton Saldanha e convidados
16h – Hellsinki
17h - Mano Changes
17h30 - DJ Karine Larré (tocará também nos intervalos)
SERVIÇO
O quê: Tricotaço Solidário
Quando: Domingo (30), às 14h
Onde: Avenida Edvaldo Pereira Paiva (ao lado da pista de skate do Parque Marinha do
Brasil), em Porto Alegre
Entrada gratuita. ...

Fepam fiscaliza empreendimentos no Litoral Norte


O Departamento de Fiscalização da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam)
fiscalizou, nas últimas quinta (20) e sexta-feira (21), empreendimentos de diferentes
atividades no Litoral Norte. A ação verificou as condições de operação de 20
empreendimentos que tiveram suas licenças renovadas automaticamente, como postos de
combustíveis, abatedouro de animais, fábrica de artefatos de concreto e silvicultura.

Em decorrências das vistorias, três empreendimentos serão autuados por descumprimento
de licença ambiental emitida pela Fepam e ausência de licenciamento ambiental. Outros
empreendimentos serão notificados para promover melhorias ambientais em suas
atividades.

A Fepam está programando novas ações de fiscalização para verificar as condições de
operação dos empreendimentos que receberam licenciamento automático pelo site da
instituição, quando o próprio empreendedor providencia a renovação da licença ambiental
ao apresentar, antes do vencimento, a documentação exigida.

A operação foi realizada em conjunto com a equipe do Balcão Ambiental Unificado da
Sema/Fepam do Litoral Norte, nos municípios de Capão da Canoa, Caraá, Cidreira, Dom
Pedro de Alcântara, Osório, Riozinho, Terra de Areia e Xangri-lá. ...

AgroBravo leva grupo da Super Tratores para Super Viagem


Durante cinco dias, 104 aventureiros embarcaram para a Europa em um roteiro especial
organizado pela AgroBravo. Deste total de participantes, 90 são produtores rurais
gaúchos, clientes da Super Tratores, concessionária New Holland.
As duas principais paradas aconteceram na França e na Bélgica, onde fica a fábrica mais
antiga de colheitadeiras do mundo, que pertence à New Holland e está localizada na
cidade de Zedelgem. Foi lá que nasceu a tecnologia de colheita autopropelida, ou
automotriz, para grãos. Em solo europeu, os produtores acompanharam a fabricação de
algumas das cerca de 7.000 peças que integram as máquinas usadas em suas próprias
fazendas.

Já na França, o grupo visitou propriedades rurais no interior do país. Uma delas,
contando com aproximadamente 80 hectares altamente tecnificados para produção de
hortaliças, com destaque para endívias, cebola, alho além de uma produção com cerca
de 600 hectares de trigo, cultura comum no Sul do Brasil em função das baixas
temperaturas que marcam o inverno local.

Enidiane Martini, que produz soja e arroz na cidade de Rosário do Sul, na Fronteira
Oeste do Rio Grande do Sul, ficou encantada com o roteiro. “Qualquer empresa de
turismo pode levar você a Paris, mas ter acesso às fazendas e ao dia a dia dos
produtores, foi muito mais significativo e marcante para nós”, conta a produtora que
notou diferenças gritantes entre a agricultura brasileira e a européia. “As questões
ambientais deles são muito mais flexíveis do que as que temos no Brasil, sem falar nos
incentivos que eles recebem por parte do governo”, resumiu.

Fonte: Sara Kirchhof
Assessoria de Imprensa ...

Apenados de Gravataí vão construir casas em parceria para inclusão social


Para viabilizar a inserção social de detentos dos regimes aberto e semiaberto, o Instituto
Penal de Gravataí (IPG) firmou parceria informal com empresários locais para auxiliar os
presos na busca por emprego e renda. O contato foi realizado com a Construtora Intercom,
que resolveu empregar 10 apenados da casa prisional.
Os presos vão trabalhar na construção de casas, de segunda a sexta-feira, das 7h40 às
17h40. O deslocamento será feito por ônibus locado pela empresa. Conforme o andamento
da obra, mais vagas de trabalho poderão surgir. Os apenados já iniciaram o trabalho, com
carteira assinada, tendo todos os direitos trabalhistas assegurados, incluindo a
remuneração de um salário mínimo nacional (no valor de R$ 937).
Segundo a administradora do IPG, Janaína Guntzel, o estabelecimento conta com 70
presos, sendo que 46 possuem trabalho externo e, desses, 31 já estão com carteira
assinada. “Nos três anos em que estou na direção do IPG, tenho incentivado o trabalho
prisional. Realizamos fiscalizações do trabalho externo mensalmente e acreditamos que
essa é uma forma de coibir possíveis desvios de conduta dos apenados”, relatou.
O que diz a LEP
O trabalho externo para apenados dos regimes aberto e semiaberto é um direito previsto
na Lei de Execução Penal (LEP), de 11 de julho de 1984. A remuneração pelo trabalho é de
responsabilidade da empresa e a prestação de serviço é autorizada pela direção do
estabelecimento, primando pela disciplina e pela responsabilidade do preso, além do
cumprimento mínimo de um sexto da pena. ...

LDO 2018 é aprovada na Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa


A Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle da Assembleia
Legislativa do Rio Grande do Sul (ALRS), presidida pelo deputado Marcelo Moraes,
aprovou o projeto de lei 78/2017, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da
Lei Orçamentária (LDO) para o exercício econômico-financeiro de 2018.
Os integrantes da Comissão de Finanças aprovaram, na manhã desta quinta-feira (29),
o parecer do deputado Juvir Costella ao projeto de lei. Foram nove votos favoráveis e
três contrários. O parecer foi aprovado com sete emendas acolhidas em seu relatório,
aproveitando uma parte das 60 que haviam sido protocoladas por parlamentares,
entidades externas e pela iniciativa popular.
Elaborada em acordo inédito entre os chefes de todos os poderes, a LDO determina as
bases para a organização dos orçamentos anuais. Está proposta a correção de 3% para
cobrir o crescimento vegetativo da folha de pagamento de pessoal e de 0% em custeio e
investimentos para os poderes e órgãos autônomos.
O secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Carlos Búrigo - que acompanhou a
votação ao lado do chefe da Casa Civil, Fábio Branco -, reiterou que o governo se
mantém firme na determinação de fazer o ajuste das contas públicas, para que o Estado
recupere a capacidade de prestar serviços eficientes e de qualidade à população. "Sendo
assim, encaminhamos à Assembleia Legislativa uma LDO realista, amparada na efetiva
situação financeira do Estado", afirmou.
Na próxima terça-feira (4), o projeto deve ser votado em plenário da Assembleia
Legislativa do Rio Grande do Sul. ...

Estado repassa R$ 22,4 milhões a municípios atingidos pelas chuvas


Em uma ação conjunta de negociação entre o governo do Estado e a Federação das
Associações de Municípios (Famurs), R$ 22.478.911,73 foram repassados a 131
municípios que estão em situação de emergência devido às fortes chuvas que atingiram
o Rio Grande do Sul em maio e junho. A destinação dos recursos foi marcada por
solenidade no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini.
De acordo com Sartori, o repasse é resultado do esforço coletivo interno pelas
pendências que agora serão pagas de forma integral aos municípios. "Nosso governo
está comprometido com a união de forças. Sei da importância desses recursos para o
atendimento das pessoas que mais precisam. Visitei comunidades devastadas nos
últimos meses e vi a mobilização para reconstruir a esperança das famílias. O povo
gaúcho, mais uma vez, demonstra que sabe ser solidário", afirmou.

"Com isso, colocamos em dia tudo o que havia sido liquidado, mas que não foi entregue
porque esses municípios estiveram no Cadastro Informativo das Pendências perante
Órgãos e Entidades da Administração Estadual (Cadin) em algum momento", disse
Gabbardo. "Apesar desses recursos estarem vinculados a algum programa da saúde,
subentende-se que o município já utilizou e pagou os médicos, os agentes comunitários
e comprou medicamentos, então não mantemos esse recurso vinculado à saúde",
acrescentou.
Uma resolução foi publicada no Diário Oficial do Estado para permitir que, a partir do
recebimento, os valores sejam utilizados de maneira livre conforme a prefeitura
necessitar.

"Entendemos que ninguém atrasa pagamentos porque quer, mas porque é o que temos.
Eu sei da angústia do governador, mas também sei do que passam os prefeitos.
Gostaríamos de viver em um mundo ideal, mas sabemos das dificuldades e do esforço
que está sendo feito. Não só o Estado, mas o país passa por uma crise. A aprovação das
mudanças que estão para votação na Assembleia Legislativa nos trarão mais recursos",
entende o presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul
(Famurs), Luciano Pinto.

Momento de superação
O governador também ressaltou que o Estado passa por um momento de superação e
travessia nas áreas essenciais. Na Segurança Pública, quatro mil novos servidores
estarão nas ruas até o final do ano; para a Educação, R$ 40,5 milhões para 298 escolas
de 169 municípios; e a conclusão de acessos municipais, com 22 obras em andamento e
nove concluídas.
"Estamos determinados em ofertar melhores condições. Ainda há muito a trilhar, mas
esse é o caminho para construção do Estado que queremos", concluiu.
Estavam presentes o vice-governador José Paulo Cairoli; o secretário da Fazenda,
Giovani Feltes; o chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do Estado, coronel
Alexandre Martins; e os deputados estaduais, Frederico Antunes, Juvir Costella e
Missionário Volnei. . ...

Anatel participa de audiência sobre o futuro das rádios comunitárias


O chefe da Assessoria Técnica da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel),
Marcus Vinicius Paolucci, esclareceu a ação do órgão regulador junto às rádios
comunitárias em audiência pública na Comissão do Futuro no Senado, nesta quinta-feira
(22/6). A audiência buscou debater o futuro da radiodifusão comunitária e quais as
medidas que precisam ser tomadas para garantir a sobrevivência das entidades e os
serviços prestados.

Em relação aos valores estabelecidos nas multas aplicadas às rádios comunitárias pela
Anatel, eles seguem uma metodologia pública, afirmou Paolucci. A metodologia está
estabelecida na Resolução Anatel nº 589/2012. Sobre a possibilidade de anistia às
multas aplicadas, ele lembrou que há o Projeto de Lei 4.549/98 do deputado Salvador
Zimbaldi.

O chefe da Assessoria Técnica da Anatel também esclareceu que a definição das políticas
de telecomunicações é do poder executivo e legislativo. A Anatel deve implementar a
política conforme a Lei Geral de Telecomunicações. Paolucci também afirmou que a ação
da Agência vai de acordo com a legislação e que a Anatel está aberta ao dialogo.

Segundo o representante do órgão regulador, de 96 estações interrompidas pela Agência
apenas 32 possuíam frequência inferior ou igual a 25 watts, limite que a legislação
estabelece às rádios comunitárias. Além disso, a emissora que não possui outorga para
realizar a radiodifusão comunitária e nem autorização para o uso de frequência é
clandestina e não comunitária, disse.

Paolucci também informou que a Anatel emitiu autorização para o uso de rádio
frequência a quase cinco mil rádios comunitárias no país e que o órgão regulador
trabalha na ampliação da faixa de frequência usada pelas rádios FMs.

Na audiência, o senador Hélio José solicitou ao Ministério da Ciência, Tecnologia,
Inovações e Comunicações (MCTIC) e à Anatel uma ação para resolver os problemas de
interferência entre as rádios comunitárias. Também participaram da mesa da audiência
o presidente da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), Geremias
dos Santos, o coordenador geral da Abraço-DF, Ronaldo Martins, e o diretor do
Departamento de Radiodifusão Educativa, Rádio Comunitária e Fiscalização do MCTIC,
Samir Amando Granja Nobre Maia. ...




Edição n° 169 - Julho 2017

Selecionar Edição
  • Edição n° 201
  • Edição n° 200
  • Edição n° 199







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821