Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 20 de Setembro de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31530328


Edicão n° 206 de Agosto 2020


ESPECIAL

Programa Estadual de Revitalização de Bacias é tema de encontro


A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) reuniu, na tarde desta quinta-
feira (17/9), diversas entidades para tratar do Programa Estadual de Revitalização de
Bacias Hidrográficas, que receberá R$ 4,5 milhões de um convênio firmado com o
Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Participaram representantes de Instituto
Rio Grandense do Arroz (Irga), Emater, Companhia Riograndense de Saneamento
(Corsan) e Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan).

O objetivo foi conhecer as ações já desenvolvidas pelas entidades e avançar em um
acordo de cooperação técnica. “Queremos unir esforços, avaliar ações e integrar o uso
sustentável das águas, ouvindo os comitês de bacias e entidades relacionadas. Essa é
uma iniciativa para o Rio Grande do Sul. Um programa permanente que deve ser levado
adiante”, explicou o secretário adjunto, Paulo Pereira.

A analista ambiental Karoline Turcato, do Departamento de Recursos Hídricos e
Saneamento (DRHS) da Sema, apresentou o programa, o andamento das ações e os
estudos que devem ser concluídos até 2022. Para o diretor do DRHS, Paulo Paim, a ideia
de revitalização vai além da aplicação de recursos. “O programa nos desafia a solidificar
uma política pública eficiente e, além de captar recursos, captar projetos e estudos”,
mencionou.

Pelo menos oito ações já desenvolvidas pelas entidades foram identificadas como
efetivas e poderão ser absorvidas pelo programa, entre elas o projeto Selo Ambiental do
Irga, o Verdes Sinos da Emater e o Plano Metropolitano contra Cheias da Metroplan.

A diretora de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Corsan, Liliani Cafruni, destacou a
parceria público-privada (PPP) da Região Metropolitana, que garantirá maior segurança
hídrica. Pela Sema, o diretor do Departamento de Biodiversidade, Diego Pereira, apontou
a revitalização do leito do Rio Gravataí e a aplicação dos estudos de conservação da
Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande.

O programa estadual está vinculado ao Plano Nacional de Revitalização de Bacias
Hidrográficas do MDR e tem como proposta a segurança hídrica e melhoria quali e
quantitativa das águas. As bacias dos rios Gravataí e dos Sinos serão as primeiras
beneficiadas.

O presidente da Emater, Geraldo Sandri, afirmou que “a iniciativa é vista como um meio
para proporcionar mecanismos para a execução de ações claras na preservação das
bacias e de todo Rio Grande do Sul”. ...

Governador confirma interesse do RS em sediar nova escola para formação e graduação de sargentos do Exército


Santa Maria está entre os oito municípios brasileiros cotados para receber a nova escola
para formação e graduação de sargentos de carreira do Exército. Na manhã desta sexta-
feira (18/9), em visita do vice-chefe do Departamento de Educação e Cultura do
Exército, general Joarez Alves Pereira Junior, que está fazendo o levantamento dos
possíveis locais pelo país, o governador Eduardo Leite confirmou o interesse do Estado
em receber o novo empreendimento.

“Há forte interesse e disposição do Rio Grande do Sul, que é um Estado com históricos
laços com as Forças Armadas, em receber essa nova escola. Contem conosco para o que
precisarem para viabilizar o investimento aqui”, destacou o governador.

O objetivo do Exército é construir uma escola única, capaz de agregar a atual formação
de sargentos feita de forma descentralizada em 16 diferentes locais do país, reunindo
cerca de 2,2 mil alunos.

O vice-chefe de Educação do Exército é quem está percorrendo as possíveis futuras
sedes, entre elas Campinas (SP) e Três Corações (MG), por exemplo, para fazer
levantamentos técnicos. É necessária uma área de 2 km² para a construção do prédio
para as atividades teóricas próximo à área urbana do município e outros 50 km² em
terreno anexo para as práticas ensino. O investimento é estimado em R$ 1 bilhão.

Segundo o general Joarez, nas próximas semanas deverão ser escolhidos os três locais
que atendem a todos os pré-requisitos da escola para, depois, serem feitos projetos
para cada área. Por fim, o governo federal tomará a decisão.

Leite destacou que em Santa Maria há um terreno da própria União que atende às
exigências e que pode receber a escola, além de o município ter uma boa infraestrutura
para receber os militares e professores com suas famílias.

“Santa Maria é uma cidade de médio porte, com mais de 300 mil habitantes, situada no
coração do Rio Grande, em uma área muito bonita, com fácil acesso a todas as regiões
gaúchas e com voos para a Capital, e estamos procurando viabilizar também para fora
do Estado. A cidade tem um custo de vida relativamente baixo e reúne excelentes
hospitais, inclusive um novo regional que está sendo muito bem equipado; uma
universidade federal reconhecida, que é a UFSM; ótimas escolas; bons níveis de
segurança pública; e está recebendo grandes investimentos em saneamento pela Corsan
e em estradas e ruas tanto pelo Estado quando pela prefeitura. Estamos prontos para
viabilizar de forma ágil as licenças ambientais e outros investimentos que sejam
necessários”, afirmou o governador.

O presidente da Assembleia, deputado Ernani Polo, e o prefeito de Santa Maria, Jorge
Pozzobom, que já havia recebido o representante do Exército no município, reforçaram
que a iniciativa tem total apoio do Legislativo e da prefeitura. O comandante Militar do
Sul, general Valério Stumpf, também participou da reunião, realizada no gabinete do
governador no Palácio Piratini. ...

Estado recebe mais 100 respiradores do Ministério da Saúde


Mais 100 respiradores foram recebidos pela Secretaria da Saúde (SES) nesta semana. O
anúncio foi feito pela secretária Arita Bergmann durante a live do governo do Estado,
nesta quinta-feira (17/9).

A remessa foi enviada pelo Ministério da Saúde e contém 70 respiradores de beira de
leito de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI- Adulto) e 30 respiradores para uso no
transporte de pacientes.

Conforme a secretária, a estratégia será usar esses respiradores de beira de leito em
substituição a equipamentos que foram locados pelo Estado, exclusivamente para o
enfrentamento à Covid-19. Arita afirmou que “assim o Estado garante a manutenção
permanente dessas UTIs que foram abertas durante a pandemia”.

Os hospitais que têm equipamentos locados e que devem receber as substituições são
os seguintes:

• HPS de Canoas
• Hospital de Tramandaí
• Hospital de Viamão
• Hospital Nossa Senhora Aparecida - Camaquã
• Hospital Regional de Santa Maria
• Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM)
• Santa Casa de Caridade de Bagé
• Hospital Geral Caxias Sul
• Hospital São Sebastião Mártir de Venâncio Aires
• Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta
• Hospital Santo Antônio de Tenente Portela
• Santa Casa de Alegrete ...

Atendimento para solicitar carteira de identidade é ampliado na capital


O Departamento de Identificação do Instituto-Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre,
ampliou o tipo de atendimento considerado urgente para o encaminhamento das
carteiras de identidade. Agora, quem precisa do documento para atendimento em
agências bancárias (por exemplo, para financiamento da casa própria), inscrição em
concursos e vagas de emprego também terá prioridade.

O volume de atendimentos também foi ampliado, com a readequação dos turnos de
trabalho. Com isso, o número de encaminhamentos passou de 210 para 240 pessoas por
dia – aumento de 14%. Para garantir prioridade aos casos urgentes, é preciso fazer o
agendamento pelo telefone (51 3223-6122) e Whatsapp (51 98417-8646) – o
atendimento por ordem de chegada foi suspenso no início da pandemia. Em agosto,
foram recebidos 12.684 contatos e realizados 4.080 agendamentos. A marcação é
sempre feita de um dia para o outro, para evitar as faltas.

“Ainda assim, em até 15% dos casos, as pessoas agendam e não comparecem.
Prejudicando quem realmente precisa do atendimento ”, afirma Katia Reolon Bittencourt,
diretora do Departamento de Identificação.

A diretora também orienta quem tem agendamento a chegar ao posto 10 minutos antes
do horário marcado. “Muitos chegam com duas ou três horas de antecedência, na
expectativa de antecipar o atendimento. Isso provoca aglomerações”, explica.

Solicitação on-line

O serviço de Solicitação on-line da carteira de identidade – lançado para evitar que o
cidadão se desloque duas vezes ao Posto de Identificação – agora permite a solicitação
de isenção da taxa, de R$ 71, para quem teve o documento roubado. Para isso, o
cidadão necessita da ocorrência de roubo e deve preencher o formulário de
encaminhamento da segunda via on-line colocando o número da ocorrência, o ano e o
órgão de registro.

A retirada, presencial e com biometria, pode ser feita em Porto Alegre, Novo Hamburgo,
Osório, Gramado ou Venâncio Aires. Os requisitos são que a segunda via anterior tenha
sido emitida nos últimos cinco anos, ter mais de 18 anos e não ter havido mudança nos
dados cadastrais, como divórcio, separação ou casamento. Lançada em 25 de junho, já
foram entregues mais de 1,7 mil documentos nesta modalidade.

Desde o início da pandemia, com o fechamento das Centrais do Tudo Fácil, o
encaminhamento das carteiras de identidade em Porto Alegre está concentrado no DI
(avenida Azenha, 255). O atendimento está adaptado ao decreto do modelo de
Distanciamento Controlado, que prevê tetos diferentes de ocupação de acordo com a cor
da bandeira. O uso de máscaras é obrigatório, e a higienização das estações de trabalho
é feita após cada atendimento. ...

Sete regiões estão em bandeira vermelha na 19ª rodada do Distanciamento Controlado


Na semana em que o Estado completa seis meses desde a notificação do primeiro caso
de coronavírus, em 10 de março, o modelo de Distanciamento Controlado chega à 19ª
rodada. O mapa preliminar traz sete regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico
alto para Covid-19). As outras 14 regiões estão em bandeira laranja (risco
epidemiológico médio).

Além de Porto Alegre, Erechim e Palmeira das Missões – três regiões que já estavam em
bandeira vermelha e se mantiveram nesta rodada –, os indicadores apontaram piora em
outras quatro regiões. Santa Maria, Guaíba, Passo Fundo e Caxias do Sul completam as
sete regiões classificadas em vermelho neste mapa preliminar.

Em todo o Rio Grande do Sul, houve queda em alguns indicadores, como hospitalizações
(-7%) e internados em leitos clínicos (-14%). Ocorreu também estabilização no número
de leitos livres.

Como houve um aumento dos pacientes internados por outros motivos, a razão de leitos
livres para cada ocupado por Covid-19 apresentou leve queda, mantendo-se abaixo de
um leito livre para cada ocupado, o que exige cautela para não permitir novas
acelerações no número de internações pela doença no Estado.

Desde a 14ª rodada está vigente o modelo de cogestão, no qual as regiões Covid podem
adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas no
mínimo iguais à bandeira anterior. Para tanto, precisam elaborar planos estruturados
próprios aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe
técnica. Das sete regiões em vermelho, somente Santa Maria e Guaíba não
apresentaram um protocolo próprio de cogestão.

Até as 18h desta sexta-feira (11/9), 17 regiões haviam aderido à cogestão: Capão da
Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí,
Santa Rosa, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Cachoeira do
Sul, Santa Cruz do Sul, Lajeado e Erechim.

Os documentos devem ser encaminhados para o Gabinete de Crise exclusivamente via
formulário eletrônico, com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência do
plano, no endereço https://bit.ly/formulariocogestao.

O pedido de reconsideração à classificação da bandeira, que pode ser feito via
associação regional ou pelo próprio município, também deverá ser encaminhado
exclusivamente por meio de formulário eletrônico, no site
https://forms.gle/HGJZPRmaejPxmr4NA, no prazo máximo de 36 horas após a
divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo (13/9).

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será
divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira
(14/9), por meio de notícia publicada no site do governo do Estado. A vigência das
bandeiras da 19ª rodada começa à 0h de terça-feira (15/9) e se encerra às 23h59 de
segunda-feira (21/9).

Municípios podem adotar bandeira laranja

Conforme o mapa preliminar da 19ª rodada, 253 municípios (do total de 497) estão
classificados em bandeira vermelha, somando 5.753.746 habitantes, ou seja, 50,8% da
população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

Desses, 115 municípios (501.855 habitantes, 8,7% do RS) podem adotar protocolos de
bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro
de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie
um regulamento local.

Alertas

Chamou a atenção da equipe que monitora o modelo um forte crescimento nas
hospitalizações por Covid-19 em pelos menos seis regiões – Santa Maria (117,4%),
Santa Rosa (85,7%), Cachoeira do Sul (50%), Bagé (37,5%), Guaíba (21,9%) e Santo
Ângelo (20,7%).

Ajustes em indicadores

A atual fase da pandemia, na qual a ocupação de leitos de UTI por Covid-19 indica um
estágio de estabilização, permitiu, nesta semana, uma revisão de dois indicadores do
Distanciamento Controlado que medem a capacidade de atendimento da rede hospitalar.
Nas primeiras semanas do modelo de bandeiras, para que uma região alcançasse a
classificação amarela, por exemplo, era preciso apresentar sempre um número maior de
leitos de UTI livres do que na semana anterior (tanto na região quanto no Estado como
um todo).

No esforço para ampliar a capacidade instalada, o governo do Estado conseguiu dobrar o
total de leitos de UTI disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje, são 1.856
unidades habilitadas – no início da pandemia, eram 933 leitos. Diante da estabilidade de
ocupação por Covid-19 nos últimos dias, se percebe agora um aumento de pacientes em
UTI por outras razões (a ponto de reduzir o número de leitos livres), atendendo parte da
demanda reprimida durante os meses anteriores. Ou seja, há possibilidade de haver
redução de leitos livres de UTI mesmo que a pandemia se mostre estável.

No formato que vigorou até a 18ª semana do modelo, essa situação poderia representar
aumento de regiões sob bandeira vermelha, mesmo sem uma maior ocupação de leitos
e de hospitalizações por Covid-19. O ajuste específico nesses dois indicadores
estabeleceu novos parâmetros de redução dos leitos de UTI livre para classificações de
bandeira: amarela (até 10%), vermelha (até 17,5%), vermelha (até 25%) e preta
(acima de 25%).

• Clique aqui e acesse a nota técnica com as justificativas de classificações das regiões.

RESUMO DA 19ª RODADA

Regiões que apresentaram piora (4)
LARANJA > VERMELHA
- Santa Maria
- Guaíba
- Passo Fundo
- Caxias do Sul

Regiões que apresentaram melhora (5)
VERMELHA > LARANJA
- Capão da Canoa
- Novo Hamburgo
- Canoas
- Santo Ângelo
- Cruz Alta

Regiões que permanecem iguais (12)
VERMELHA (3)
- Porto Alegre
- Palmeira das Missões
- Erechim

LARANJA (9)
- Taquara
- Santa Cruz do Sul
- Lajeado
- Ijuí
- Santa Rosa
- Uruguaiana
- Pelotas
- Bagé
- Cachoeira do Sul

REGIÕES EM COGESTÃO (17)
- Capão da Canoa
- Taquara
- Novo Hamburgo
- Canoas
- Porto Alegre
- Santo Ângelo
- Cruz Alta
- Ijuí
- Santa Rosa
- Palmeira das Missões
- Passo Fundo
- Pelotas
- Caxias do Sul
- Cachoeira do Sul
- Santa Cruz do Sul
- Lajeado
- Erechim

DESTAQUES DA 19ª RODADA

• número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave
(SRAG) de confirmados Covid-19 reduziu 7% entre as duas últimas semanas (de 1.067
para 997);

• número de internados em UTI por SRAG ficou praticamente estável no Estado entre as
duas últimas quintas-feiras (de 910 para 917);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 14% entre as
duas últimas quintas-feiras (de 935 para 803);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS ficou praticamente estável
entre as duas últimas quintas-feiras (de 710 para 713);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 3% entre
as duas últimas quintas-feiras (de 598 para 583);

• número de casos ativos aumentou 3% entre as duas últimas semanas (de 9.799 para
10.066);

• número de óbitos por Covid-19 aumentou 7% entre as duas últimas quintas-feiras (de
317 para 340).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete
dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (278), Caxias do Sul (117),
Passo Fundo (92), Canoas (84) e Novo Hamburgo (52).

Comparação entre 13 de agosto e 10 de setembro

• número de novos registros de hospitalizações confirmados Covid-19 reduziu 11% no
período (de 1.126 para 997);

• número de internados em UTI por SRAG reduziu 4% no Estado no período (de 958
para 917);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 17% no período
(de 964 para 803);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 1% no período
(de 723 para 713);

• número de casos ativos aumentou 135% no período (de 7.469 para 10.066);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3% no
período (de 567 para 583);

• número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias reduziu 4% no período (de
353 para 340). ...

Empresa parceira na PPP do Saneamento é apresentada a prefeitos de Guaíba e Eldorado do Sul


Mais dois municípios beneficiados pela parceria público-privada (PPP) da Corsan foram
visitados nesta quinta-feira (10/9) pelo diretor-presidente da companhia, Roberto
Barbuti, que cumpre roteiro de reuniões com os líderes dos Executivos. Os encontros
ocorreram com o prefeito de Guaíba, José Sperotto, e de Eldorado do Sul, Ernani
Gonçalves. O secretário estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior,
acompanhou a agenda em Guaíba.

O objetivo das reuniões é marcar o início dos trabalhos da Ambiental Metrosul na área
de abrangência da PPP do saneamento na região metropolitana de Porto Alegre (RMPA).
O diretor-presidente da empresa, Ângelo Augusto Mendes, e o diretor executivo, Fábio
José Rodrigues Arruda, participaram dos encontros, que também serviram para
combinar detalhes do início das operações.

O serviço de esgotamento sanitário da Corsan nos municípios começará a ser transferido
para a Metrosul. Num primeiro momento, a empresa acompanhará o trabalho executado
pela Corsan, fase que deve se estender até o fim de novembro. De dezembro deste ano
até meados de 2021, a operação passa a ser feita pela Metrosul, com o apoio e a
supervisão da Corsan. A partir de então, a Metrosul assumirá integralmente o serviço.
Ela será responsável por operar, ampliar e construir a infraestrutura de esgotamento
sanitário nas nove cidades, dentro de um prazo de 11 anos. A relação comercial global,
assim como o tratamento e a distribuição de água, permanecem com a Corsan.

A PPP da RMPA possibilitará a universalização do tratamento do esgoto sanitário em
nove municípios (Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí,
Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão), beneficiando diretamente 1,7 milhão de pessoas e
contribuindo para a qualidade ambiental da região mais populosa do Estado.

A Ambiental Metrosul é uma empresa criada pelo grupo Aegea Saneamento para operar
na PPP do esgotamento sanitário da RMPA. Mais informações podem ser obtidas em
parceriacorsan.com.br. ...

Poderes do Estado se unem para incentivar a doação de órgãos


Difundir a importância da doação de órgãos e tecidos e estimular as famílias a
conversarem sobre o tema são objetivos da campanha De Setembro a Setembro. Para
atingir um maior número de pessoas, a Central de Transplantes do Rio Grande do Sul
pediu apoio de diversos órgãos públicos ou representativos para se unirem à causa e
ajudarem a divulgar a campanha, não apenas em setembro, mas em todos os meses do
ano.

A ideia, de acordo com a coordenadora da Central de Transplantes, Sandra Coccaro, é
trabalhar a informação, desmitificar questões referentes à doação e sensibilizar a
população através do diálogo. A campanha também busca qualificar o acolhimento aos
familiares por parte das equipes que trabalham nas UTIs dos hospitais notificantes no
processo de doação e transplantes.

“Precisamos ter engajamento durante todo o ano e realizar um trabalho continuado de
esclarecimento sobre a possibilidade de se salvar vidas”, disse a coordenadora. De
acordo com ela, os dados históricos mostram uma negativa familiar na média de 40%.
“É esse dado que precisamos mudar”, reforça.

Assembleia Legislativa, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça e
Tribunal de Contas serão parceiros para impulsionar e amplificar a campanha, que irá
prever divulgações em redes sociais e estações de rádio, assim como iluminação de
prédios públicos. “Precisamos fazer a mensagem da doação de órgãos circular. Este é
um tema muito caro a todos nós”, disse Ângela Salton Rotunno, do Ministério Público.

Outra frente da campanha, que será realizada em parceria com o Conselho Regional de
Medicina do RS (Cremers), é a capacitação dos profissionais de saúde para diagnóstico
correto da morte encefálica (requisito para doação de órgãos) e também para lidar com
os familiares que estão passando por este momento de perda. ...

1ª Exposição Virtual de Produtos de Artesanato do RS é lançada


A 1ª Exposição Virtual de Produtos de Artesanato do RS está no ar. O evento conta com
a participação de 56 artesãos e a exposição de 166 itens. A promoção é da Secretaria de
Trabalho e Assistência Social (Stas) e da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social
(FGTAS).

O evento virtual é uma alternativa à 37ª Expoargs, maior feira de artesanato gaúcho
que foi cancelada devido à pandemia e era realizada anualmente pela FGTAS, por meio
do PGA, simultaneamente à Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

O blog dispõe de ampla variedade de peças de amigurumi, quadros, artigos em couro,
cutelaria, bombas de prata, cuias, bolsas (patchwork, crochê e couro), bonecas,
conjunto de roupa para bebê, guirlandas, jogos (de toalhas, lençóis, cozinha, americano,
banheiro) e mandalas, entre outros.

De acordo com o diretor-presidente da FGTAS, Rogério Grade, “a feira virtual objetiva
divulgar o trabalho e as peças de alta qualidade confeccionadas pelos artesãos gaúchos,
de modo a promover a aproximação dos artesãos com os consumidores”.

A 1ª Exposição Virtual de Produtos de Artesanato do RS segue até 26 de dezembro e
está dividida em quatro campanhas: Tradição Gaúcha, Dia das Crianças, Dia da
Consciência Negra e Festejo Natalino. Confira, a seguir, os períodos de inscrição das
próximas campanha:

• Dia das Crianças (de 8 a 27 de setembro);
• Dia da Consciência Negra (de 28 de setembro a 27 de outubro);
• Festejo Natalino (de 28 de outubro a 26 de novembro).

Os artesãos podem se inscrever nas quatro campanhas, independentemente de já terem
sido selecionados ou não, desde que cadastrem um produto novo/diferente em cada
campanha. O evento engloba, ainda, atividades de capacitação e de orientação. A
programação completa está disponível no blog.

Dia das Crianças

As inscrições gratuitas para a campanha de Dia das Crianças seguem abertas até 27 de
setembro. Pode se inscrever na exposição virtual artesãos quem tiver carteira de artesão
expedida pelo Programa Gaúcho do Artesanato (PGA) dentro do prazo de validade.
Profissionais que necessitarem renovar sua carteira poderão fazê-lo através do blog.

Somente serão aceitas inscrições para exposição de peças de matérias-primas e técnicas
para as quais os candidatos estão habilitados, ou seja, que constam na carteira de
artesão.

Para expor na feira, é necessário preencher o formulário de inscrição presente no portal,
além de anexar imagens das peças artesanais. Confira a íntegra do edital no blog.

Concursos

Artesãos que cadastram produtos relacionados aos temas das campanhas também
podem inscrever seus produtos nos concursos de valorização do artesanato gaúcho.
Nesta primeira edição, concorrem as peças relacionadas à campanha Tradição Gaúcha,
expostas na página do concurso no Facebook.

Conforme o coordenador do Departamento de Promoção de Desenvolvimento Social
(DPDS) da FGTAS, Denis Costa, os concursos têm avaliações populares e técnicas. A
popular considera a representatividade cultural e popular dos artesãos nas regiões
funcionais do Estado, por meio da mensuração dos números de acesso/visualização,
compartilhamento e curtidas nas redes sociais. A avaliação técnica é realizada por uma
comissão composta por técnicos atuantes no segmento do artesanato. O edital do
concurso está disponível no site. ...

Banco de Alimentos da Ceasa registra recorde mensal de doações


Apesar da queda nas vendas em decorrência da pandemia do coronavírus, a mão
solidária de permissionários continuou estendida para o Banco de Alimentos da Ceasa.
Em agosto, produtores e atacadistas doaram 82,5 toneladas de hortifrutigranjeiros para
o programa social Prato Para Todos.

Conforme a coordenadora Rosandrea Vargas, é o maior volume em 2020, até o
momento, e quase o dobro da quantidade de agosto de 2019 (43,7 toneladas). A direção
da Ceasa agradeceu aos comerciantes pelo gesto humanitário de encaminhar o
excedente de hortifrútis para o Banco de Alimentos.

Os produtos são lavados, selecionados e enviados, semanalmente, para instituições
assistências, entidades comunitárias e para a população da baixa renda cadastrada no
Prato Para Todos.

Do total de frutas, legumes e verduras recebidos em agosto, 35,2 toneladas foram para
91 instituições assistenciais, que beneficiam 29.478 pessoas; 5,7 toneladas, para 57
famílias, contemplando 226 pessoas. Parte das 41,2 toneladas restantes foi descartada
por ser imprópria para consumo humano e outra parte enviada para alimentação de
animais das fazendas terapêuticas que acolhem, tratam e recuperam dependentes
químicos que atuam como voluntários no programa social.

O Banco de Alimentos também recebeu em agosto 426 kg de alimentos não perecíveis
da Emater-RS/Ascar, entregues para idosos que estão em isolamento social. Foram 57
distribuídas cestas básicas, contendo 9 kg de alimentos cada uma, e outros 59 kits de
produtos de higiene e limpeza doados pela Secretaria de Trabalho e Assistência Social
(Stas).
...

DNIT alerta para alterações no trânsito da BR-116/BR-290/RS devido à instalação de vigas na Nova Ponte do Guaíba


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) alerta que os serviços
para a construção da Nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre (RS), vão se intensificar ao
longo deste mês. Começa, nesta quinta-feira (10), a operação para o lançamento das
vigas do viaduto que fará a ligação da BR-116/BR-290 com a nova travessia. A
atividade, que acontece no km 99 da rodovia, na região da Ilha Grande dos Marinheiros,
será dividida em seis etapas, provocando diversas alterações no trânsito até o dia 08 de
outubro.

Os motoristas devem ficar atentos à sinalização neste trecho da rodovia, pois, vão
ocorrer desde interferências pontuais no tráfego até interrupções com desvios e
estreitamentos de pista, de acordo com o serviço a ser executado para a instalação das
vigas. Em caso de chuva ou vento forte, as ações serão transferidas.

Para a instalação de 21 vigas pré-moldadas - cada uma pesando entre 110 e 180
toneladas e com comprimento de 28 a 40 metros - serão utilizados guindastes com
capacidade de 250 e 500 toneladas. Ao todo devem ser envolvidos nestas operações
cerca de 40 colaboradores.

Confira a programação:

- Etapa 1 (10, 11 e 12/09) – Nos três dias, sempre das 20 às 5 horas, haverá
interrupção da pista no sentido Capital-interior com desvio do fluxo para a pista oposta,
mantendo, portanto, mão e contramão no sentido interior-Capital;

- Etapa 2 (18, 19, 20 e 21/09) – Das 9 às 16h30, ocorrerá o estreitamento de uma
faixa, no sentido interior-Capital, com interferências pontuais no trânsito para a
travessia de carretas com as vigas;

- Etapa 3 (21, 22 e 23/09) – Nos três dias, sempre das 20 às 5 horas, haverá
interrupção da pista no sentido Capital-interior com desvio do fluxo para a pista oposta,
mantendo, portanto, mão e contramão no sentido interior-Capital;

- Etapa 4 (24 e 25/09) – Das 8 às 18 horas, interferências pontuais no trânsito para a
travessia de carretas com as vigas;

- Etapa 5 (05 e 06/10) – Nos dois dias, sempre das 20 às 5 horas, haverá interrupção da
pista no sentido Capital-interior com desvio do fluxo para a pista oposta, mantendo,
portanto, mão e contramão no sentido interior-Capital;

- Etapa 6 (07 e 08/10) – Das 8 às 18 horas, interferências pontuais no trânsito para a
travessia de carretas com as vigas.

O DNIT enfatiza que esta programação poderá sofrer alterações e estender-se para além
do dia 08 de outubro em decorrência das condições climáticas.

Fonte; ASCOM/DNIT RS
Foto: Daniel Ribas/ECONEWS ...

Casa de Cultura Mario Quintana e Iecine lançam 1º Festival Cinema Negro em Ação


Profissionais negras e negros, com interesse em participar do 1º Festival Cinema Negro
em Ação, podem inscrever suas produções entre 14 de setembro e 16 de outubro no site
da Secretaria da Cultura do Rio Grande do Sul (Sedac). O festival é internacional e
competitivo, contemplando videoclipes, videoartes, curtas-metragens e longas-
metragens em formato digital. Estão habilitadas a participar produções de qualquer ano,
com temática livre, sem necessidade de serem inéditas. O festival acontece em
novembro, integrado às programações do mês da Consciência Negra.

O evento, idealizado pela cineasta gaúcha Camila de Moraes, é realizado pela Casa de
Cultura Mario Quintana (CCMQ), em parceria com o Instituto Estadual de Cinema
(Iecine), ambos instituições da Sedac. “Importante frisar que é um festival afirmativo,
que tem a intenção de conhecer outros olhares produzidos dentro do audiovisual,
servindo como um facilitador de diálogos entre público e setores da indústria
cinematográfica”, relata Camila.

O diretor da CCMQ, Diego Groisman, reafirma o compromisso em pautar ações culturais
que promovam a diversidade. “Realizar um festival a partir de produções de pessoas
negras é importante para dar visibilidade a esses trabalhos, contribuindo para promoção
de políticas de equiparação racial”, acrescenta.

O diretor do Iecine, Zeca Brito, também destaca o comprometimento com a equidade
racial no mercado audiovisual. “O festival representa um marco nas políticas afirmativas
das instituições envolvidas. Resultado de um programa de inclusão e representatividade
que aposta no audiovisual como um caminho de desenvolvimento econômico e social”,
ressalta.

A iniciativa reforça as políticas inclusivas e afirmativas desenvolvidas pela Secretaria da
Cultura. “Valorizar as produções de agentes negros e negras do audiovisual é um dos
caminhos que acreditamos para alcançar cada vez mais presenças negras nas artes e
incentivar as suas permanências”, afirma a assessora de Diversidade da Sedac, Carol
Anchieta.

Seleção e exibição

A curadoria do festival anunciará as obras selecionadas até 5 de novembro. O evento
ocorrerá de 20 a 27 de novembro, apresentando 20 horas de programação na grade da
TVE-RS, em uma ação afirmativa inédita. As produções também poderão ser conferidas
no Brasil e no exterior pelas redes sociais da Casa de Cultura Mario Quintana e pela
plataforma Cultura em Casa, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de
São Paulo.

Premiação

Os concorrentes serão avaliados por um júri especializado que apontará os vencedores.
Estão previstos prêmios nas principais categorias, incluindo uma residência artística, em
parceria com o Festival Internacional de Cine de Cartagena de Índias, na Colômbia, o
mais antigo das Américas, para os vencedores de melhor curta-metragem estadual e
melhor longa-metragem nacional. Além disso, haverá seleção de 14 projetos em
desenvolvimento de séries e longas-metragens, que receberão o selo Cinema Negro em
Ação, e serão apresentados em encontros exclusivos com players convidados parceiros
do festival, dentre os quais a plataforma Netflix.

Projeto mais amplo

O 1º Festival Cinema Negro em Ação é a etapa inicial de um projeto maior, programado
para 2021, voltado a promover a igualdade, a valorização e a preservação da cultura
negra por meio da produção audiovisual. O Programa Cinema Negro em Ação prevê
oficinas de capacitação para que novos profissionais, negras e negros de sete regiões do
Rio Grande do Sul, se habilitem a atuar no mercado do audiovisual. Essa fase do
programa, viabilizada em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia do Rio Grande Sul (IFRS), contemplará 150 jovens profissionais negras e
negros.

1º Festival Cinema Negro em Ação

Inscrições: de 14 de setembro a 16 de outubro pelo site www.cultura.rs.gov.br
Divulgação dos selecionados: 5 de novembro
Programação: de 20 a 27 de novembro
Premiação: 27 de novembro

Regulamento e outras informações: www.cultura.rs.gov.br. ...

NOTA OFICIAL Retomada das aulas nas instituições de Ensino em Eldorado do Sul


O Governo do Estado publicou o Decreto n°55.465, em 05 de Setembro de 2020, que
autorizou a retomada de atividades presenciais de ensino, apoio pedagógico ou de
cuidados de crianças e adolescentes a partir de hoje, dia 08 de Setembro de 2020.
A Prefeitura de ELDORADO DO SUL, informa que não haverá retomada das aulas
presenciais junto ás instituições de ensino antes do dia 30 de Setembro de 2020.A
medida vale para todos os níveis de Educação, tanto na rede pública quanto particular.
A decisão do Executivo Municipal visa garantir a segurança da população em meio a
pandemia de Covid-19.

ℹ DECRETO Nº 8.376, DE 08 DE SETEMBRO DE 2020.
“ALTERA O ART. 6º DO DECRETO Nº 8.355/20 QUE REITERA A DECLARAÇÃO ESTADO
DE CALAMIDADE PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE ELDORADO DO SUL, CONFORME DECRETO
MUNICIPAL Nº 8.181, DE 23 DE MARÇO DE 2020, PARA FINS DE PREVENÇÃO E DE
ENFRENTAMENTO À EPIDEMIA CAUSADA PELO COVID-19 (NOVO CORONAVÍRUS), E DA
OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
ERNANI DE FREITAS GONÇALVES, Prefeito Municipal de Eldorado do Sul, no Estado do
Rio Grande do Sul, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do
Município,
CONSIDERANDO o Decreto Estadual nº 55.465 de 05 de setembro de 2020 que
estabelece as normas aplicáveis às instituições e estabelecimentos de ensino situados no
território do Estado do Rio Grande do Sul, conforme as medidas de prevenção e de
enfrentamento à epidemia causada pelo novo Coronavírus (COVID-19) de que trata o
Decreto nº 55.240, de 10 de maio de 2020, que institui o Sistema de Distanciamento
Controlado e dá outras providências.
CONSIDERANDO que a Prefeitura de Eldorado do Sul informa que não haverá retomada
das aulas presenciais junto às instituições de ensino antes do dia 30 de setembro de
2020;
CONSIDERANDO que a medida vale para todos os níveis de Educação, tanto na rede
pública quanto particular;
CONSIDERANDO que a decisão do Executivo Municipal visa garantir a segurança da
população em meio à pandemia de COVID-19.
DECRETA:
➡️ Art. 1º - Fica ALTERADO o Art. 6º do Decreto nº 8.355/20 que reitera a declaração
do estado de calamidade pública em todo o território do Município de Eldorado do Sul,
para fins de prevenção e enfrentamento à COVID-19 (novo Coronavírus), conforme
Decreto Municipal nº 8.181, de 23 de março de 2020, passando a ter a seguinte
redação:
➡️ Art. 6º - As aulas presenciais da rede de ensino pública e privada do Município
permanecem suspensas até 30 de setembro de 2020, e as atividades podem ser
mantidas de forma remota. Cursos livres devem permanecer fechados, assim como
escolas de ensino infantil, fundamental, médio e universidades.”
➡️ Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE ELDORADO DO SUL, EM 08 DE SETEMBRO DE
2020.
REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE.
ERNANI DE FREITAS GONÇALVES
Prefeito Municipal
Rodrigo Avila da Silveira
Secretário de Administração e Patrimônio ...

Lacen se aproxima dos 50 mil testes de Covid-19 realizados desde março


O Laboratório Central do Estado (Lacen-RS) está próximo de alcançar a marca de 50 mil
testes de biologia molecular para a identificação da Covid-19. Em média, são 400
exames realizados diariamente, com resultados liberados em até dois dias para 90% dos
casos.

A Secretaria da Saúde (SES) reforça ainda esse tipo de análise, considerada padrão-ouro
(serve como referência) para o diagnóstico do coronavírus, com a distribuição de mais
de 17 mil insumos para testes em laboratórios parceiros e outras 27 mil amostras
enviadas para testagem fora do Estado pelo projeto Testar RS.

Somente em agosto foram cerca de 12 mil testes realizados pelo Lacen. Desses, 90%
tiveram o resultado em até dois dias desde a chegada da amostra na unidade em Porto
Alegre.

Análises no Lacen para Covid-19 em agosto:

Resultado no mesmo dia do recebimento: 665 (5,6%)
Resultado no dia seguinte: 6.343 (53%)
Resultado em dois dias: 3.771 (31,5%)
Resultado em três dias: 1.161 (9,7%)
Resultado em quatro dias: 28 (0,2%)
Resultado cinco ou mais dias depois: 8 (menos de 0,1%)

A análise de biologia molecular é considerada padrão-ouro por identificar a presença do
Sars-CoV-2 (vírus causador da Covid-19) em amostras de secreções das vias
respiratórias (do nariz e garganta) dos casos suspeitos. Esses materiais são coletados
com o uso de um tipo hastes de plástico parecidas com cotonetes (swabs) ou com
aspirados por sonda.

Assim que chegam ao laboratório, as amostras passam por diferentes estágios de
preparação e extração do material genético das moléculas (RNA) até chegar ao
resultado final. Essa técnica leva o nome de RT-PCR (sigla que em inglês para reação em
cadeia da polimerase acoplada a transcriptase reversa).

O Lacen do Rio Grande do Sul foi um dos primeiros laboratórios estaduais em que a
Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) descentralizou o diagnóstico do coronavírus. Antes de
6 de março, todos os casos suspeitos tinham de ter as amostras enviadas para exame
no Rio de Janeiro. Mesmo que em número ainda pequeno, os resultados levavam,
normalmente, mais de uma semana.

O envio de amostras para outros Estados voltou no final de julho, com o lançamento do
projeto Testar RS, que amplia a testagem para detecção do novo coronavírus. Desde
então, mais de 27 mil amostras já foram enviadas para análise em laboratórios de
referência no Paraná, no Rio de Janeiro e em São Paulo. A meta é, de forma gradativa,
aumentar esse número para até 7 mil testes diários. A estratégia é resultado de trabalho
conjunto da SES com o Ministério da Saúde e o programa Todos pela Saúde.

Além disso, o Lacen conta ainda com o apoio de outros laboratórios públicos parceiros,
que com insumos distribuídos pela SES também realizam testes para Covid-19. Até o
momento, mais de 17 mil insumos para exames de RT-PCR foram encaminhados para
laboratórios em Porto Alegre, Caxias do Sul, São Leopoldo, Uruguaiana, Santa Maria e
Rio Grande.

O RT-PCR é recomendado para todas as pessoas que internem por algum agravo
respiratório (chamado de Síndrome Respiratória Aguda Grave). Também fazem esse tipo
de análise as pessoas com síndrome gripal (febre acompanhada de algum desconforto
respiratório que não precise de hospitalização) de 37 municípios prioritários, previstos
no Testar RS. Gradativamente está prevista a ampliação desse número de cidades.

Testes rápidos

O outro tipo de exame disponível pela rede pública são os testes rápidos de anticorpos.
A Secretaria da Saúde distribuiu esse ano mais de 348 mil testes rápidos a todos os
municípios. Esses exames detectam a presença da resposta imunológica do organismo à
infecção pelo Sars-CoV-2, o vírus causador da Covid-19.

Para que o nível de anticorpos seja suficiente para a sua identificação, sua aplicação é
recomendada após 10 dias desde o início dos sintomas. É utilizado com a coleta de uma
gota de sangue da ponta de um dedo. O resultado sai em 15 minutos. ...

Ciclo de Palestras AMRIGS debate saúde mental e prevenção desde a infância


A pandemia do coronavírus impôs um desafio a todos os pais: a manutenção da saúde
mental das crianças. Independentemente da idade, o fenômeno traz consequências que
exigem atenção e cuidado. O tema será apresentado em um evento virtual promovido
pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), em mais uma edição do Ciclo
de Palestras. A palestra acontece na sexta-feira (04/09), a partir das 19h e será
transmitida pela Plataforma Sympla Streaming.

Um dos palestrantes é a médica psiquiatra, Graziela Smaniotto Rodrigues, que possui
graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008),
Residência Médica em Psiquiatria pelo Hospital Nossa Senhora Conceição RS (2012) e
Residência Médica em Psiquiatria da Infância e da Adolescência pelo Hospital de Clínicas
de Porto Alegre (2013). Atualmente, também é Médica Psiquiatra da Infância e
Adolescência em consultório particular, Médica Psiquiatra - CAPS II Esteio e Preceptora
da Residência Médica em Psiquiatria do Hospital Psiquiátrico São Pedro RS.

Também apresenta o tema o médico Fernando Godoy Neves, coordenador do Comitê de
Prevenção de Suicídio da Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul (APRS). O
palestrante é Mestrando em Biotecnologia na Universidade do Vale do Taquari - Univates
e Preceptor de Psiquiatria do Curso de Medicina.

O evento é gratuito e haverá certificado de participação. A atividade conta com o apoio
da Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul ...

RS tem melhor índice do Sul no ranking de transparência no combate à Covid-19


No 4º Ranking de Transparência no Combate à Covid-19 Estados e capitais, com
números de agosto, o Rio Grande do Sul atingiu a média de 96 pontos, de uma escala
máxima de 100. Na região Sul, o RS teve a maior pontuação. O desempenho deixou o
Estado na nona posição no cômputo geral.

Os mais transparentes são aqueles que mais se aproximam da nota máxima. O estudo é
elaborado e mensalmente e divulgado pela Transparência Internacional – Brasil.

No Rio Grande do Sul, foi criado o Grupo de Trabalho Transparência que realiza o
levantamento dos dados relacionados à Covid-19, para fins de transparência, com a
participação das secretarias do Estado.

De acordo com a subchefe de Ética, Controle Público e Transparência da Casa Civil,
Adriana Krieger de Mello de Carvalho, o resultado positivo não seria possível sem o
empenho entre os gestores públicos. “Merece destaque especial a atuação conjunta e
harmônica das secretarias estaduais, como a Casa Civil, a Secretaria de Planejamento,
Governança e Gestão e a Procergs”, afirmou.

Em maio a Transparência Internacional Brasil estabeleceu uma metodologia para
análise de transparência de Estados, Distrito Federal e capitais brasileiras sobre
contratações emergenciais, doações e medidas de estímulo econômico e proteção social
relacionadas ao coronavírus. O estudo parte de boas práticas descritas na legislação
brasileira – especialmente Lei 13.979 de 2020, Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527
de 2011) e Lei 8.666 de 1993 – e em propostas desenvolvidas por entidades nacionais
(como o Tribunal de Contas da União), internacionais e organizações da sociedade com
histórico de atuação na promoção da integridade e transparência. ...

RS tem 10 regiões preliminarmente em vermelho na 17ª semana do Distanciamento Controlado


Pouco mais da metade dos gaúchos está em área previamente classificada com bandeira
vermelha. Os indicadores da 17ª rodada do Distanciamento Controlado, divulgados
nesta sexta-feira (28/8), apontam 10 regiões, com 240 municípios e 6,1 milhões de
pessoas (54,1% da população), sob risco epidemiológico alto para coronavírus.

Há seis semanas, cerca de 10,2 milhões de habitantes – 91% da população –, estavam
com bandeira preliminar vermelha, o que indica redução importante em áreas sob risco
alto de contágio. O Rio Grande do Sul voltou ao patamar registrado há oito semanas, em
3 de julho, quando metade das então 20 regiões Covid foram classificadas previamente
em alto risco.

Nesta 17ª rodada do Distanciamento Controlado, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas,
Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões e Passo
Fundo foram classificadas em vermelho. As outras 11 regiões estão com bandeira
laranja (risco médio).

Taquara, Novo Hamburgo e Palmeiras das Missões tiveram melhoras em indicadores e
ficaram com nota final compatível com a bandeira laranja. No entanto, as três áreas se
mantêm em bandeira vermelha por conta da trava para saída da situação de avaliação
de risco alto prevista no modelo (duas ou mais semanas em bandeira vermelha em um
intervalo de 21 dias).

Essas regiões terão seu nível de risco efetivamente reduzido se apresentarem na
semana seguinte uma média compatível com a bandeira laranja.

Até a tarde desta sexta, 11 regiões haviam aderido à cogestão, na qual as regiões
podem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificadas, mas
no mínimo iguais à bandeira anterior: Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo,
Canoas, Porto Alegre, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Santa
Cruz do Sul e Lajeado. Além disso, os pedidos de Santo Ângelo, Ijuí e Santa Rosa estão
sob análise do governo.

Associações de municípios que optarem pelos protocolos alternativos podem enviar seus
planos, desde que aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por
uma equipe técnica, pelo formulário https://bit.ly/formulariocogestao, com no mínimo
48 horas de antecedência do início da vigência de seu plano.

Regiões e municípios que quiserem entrar com recurso à classificação preliminar podem
enviar pedido de reconsideração até as 6h de domingo (30/8) por outro formulário
eletrônico: https://forms.gle/RT5TcxsSqEBtX7Up8.

Dos 240 municípios (do total de 497) classificados em bandeira vermelha, 113 cidades
(562.251 habitantes, 5% do RS) podem adotar protocolos de bandeira laranja, sem
necessidade de recurso, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm
registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias. ...

Inscrições para seleção do curso de cuidadores de idosos começa na segunda-feira


O processo seletivo para o curso Formação de Cuidadores de Idosos estará com
inscrições abertas de 31 de agosto a 18 de setembro. O objetivo é capacitar
profissionais, familiares e leigos sobre o envelhecimento, por meio de conhecimentos
teóricos e práticos.

Promovido pela Escola de Saúde Pública (ESP), em parceria com o Departamento de
Ações em Saúde (DAS) da Secretaria da Saúde (SES), o curso começará em 5 de
outubro. Serão disponibilizadas 25 vagas para alunos de nível médio. Os conteúdos
contemplam a prática de cuidados diários com vistas à saúde e bem-estar da pessoa
idosa, no âmbito domiciliar e institucional.

Conforme o edital 1/2020, a carga horária prevista é de 80 horas, com uso de
smartphone como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais. Os alunos farão
o acesso remoto da aula magna e do conteúdo dos módulos de 1 a 4 do curso com
desenvolvimento de atividades de aprendizagem, com processo avaliativo contínuo. O
momento prático ocorrerá presencialmente em sala de aula da ESP, em Porto Alegre.

As 80 horas serão divididas da seguinte maneira:

64 horas – capacitação teórica em quatro módulos compostos com aulas, seguindo um
roteiro de aprendizagem com previsão que cada atividade dure quatro horas;

16 horas – capacitação prática em laboratório, seguindo o planejamento das normas de
biossegurança.



Inscrições a partir de 31/08 pelo site:

http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=58766
...

Governo inaugura Penitenciária Estadual de Sapucaia do Sul


O governo do Estado inaugurou nesta sexta-feira (28/8) a Penitenciária Estadual de
Sapucaia do Sul (PESS), que tem 600 vagas masculinas no regime fechado para a
Região Metropolitana. Com obras iniciadas em janeiro de 2019, é o único presídio no
país entregue durante a pandemia. Participaram da cerimônia o governador Eduardo
Leite e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

Além de falar da importância de manter compromissos assumidos antes da crise
sanitária, com os devidos cuidados, Leite ressaltou que as tratativas que viabilizaram a
construção se iniciaram no governo anterior.

“Nós nos habituamos a ver em vários governos a interrupção daquilo que vinha sendo
feito pelo anterior, mas temos de olhar as coisas como evolução, sem romper aquilo de
positivo iniciado antes. Por isso, demos sequência a esta obra e buscamos velocidade no
processo de negociação para viabilizar outras unidades”, destacou o governador.

A construção da PESS foi realizada pela empresa Verdi Sistemas Construtivos, que, em
troca, recebeu do Estado o terreno do antigo Ginásio da Brigada Militar (no cruzamento
da Avenida Ipiranga com a Rua Silva Só), em Porto Alegre, cujo valor é de R$ 44,3
milhões. Foi o terceiro presídio viabilizado pelo Programa de Aproveitamento e Gestão
dos Imóveis do Rio Grande do Sul por meio de permuta.

O presídio de Sapucaia do Sul torna-se o segundo entregue no atual governo. Junto com
o de Bento Gonçalves, ambos representam mais de mil vagas novas. Estão em fase de
licitação a Cadeia Pública de Rio Grande e a reforma e ampliação da Penitenciária
Estadual de Guaíba, o que aumentará a capacidade em mais de mil vagas.

Entre as novidades, há também o Núcleo de Gestão Estratégica do Sistema Prisional
(Nugesp), que será o grande centro de triagem de presos na área do Instituto
Psiquiátrico Forense (IPF), em Porto Alegre, reunindo todos os serviços do sistema de
Justiça para terminar de vez com a questão de presos em delegacias.

A ideia é que o local tenha capacidade para atender aos flagrantes ocorridos na região
metropolitana de Porto Alegre. Nele serão realizados os atos subsequentes à prisão,
incluindo audiência de custódia e eventual implantação de monitoramento eletrônico.
Também viabilizará a realização quase imediata de alguns atos processuais penais e, em
determinados casos – como na homologação de acordos de não persecução penal –,
proporcionar o início e o fim dos procedimentos.

“Todos os apenados retornarão ao convívio social, e é nossa obrigação que voltem
melhores, por isso é preciso ter estrutura adequada. Fico muito satisfeito com o que vi
não apenas nesta obra, mas no engajamento da equipe, cumprindo o duplo caráter que
a pena tem”, apontou o governador na cerimônia, que também contou com a entrega de
um ônibus tático para uso do Grupo de Ações Especiais da Susepe (Gaes).

Pandemia

Em um primeiro momento, devido à necessidade de criação de centrais regionais de
triagem e isolamento nos estabelecimentos prisionais da Região Metropolitana, a PESS
será utilizada como uma Central de Triagem (CT), vinculada à área de competência da
Vara de Execuções Criminais de Novo Hamburgo e Litoral Norte, para os presos que
ingressam no sistema.

De acordo com o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli, essa decisão
foi amplamente debatida e negociada pelo grupo interinstitucional que envolve todas as
lideranças do sistema de justiça penal do Rio Grande do Sul.

“Estamos hoje, de alguma forma, fazendo duas entregas em uma só, porque o destino
nos colocou como missão enfrentar esse momento de pandemia, e o presídio de
Sapucaia, diante da necessidade de criação de um centro de triagem metropolitano,
passa a funcionar e operar a partir de hoje para receber todos os presos ingressantes no
sistema prisional, garantindo que todos passem por protocolo rígido, e para que
possamos oferecer condições sanitárias e de saúde. Temos, hoje, talvez a maior e
melhor central de triagem do Brasil. Certamente, a única penitenciária nova
integralmente funcionando como CT”, ressaltou o secretário.

Conforme Faccioli, junto com a operação da CT, o governo já está formulando um plano
de migração para a utilização da PESS como presidio convencional, em parceria com as
prefeituras.

...

DNIT inicia aplicação de asfalto na Nova Ponte do Guaíba/RS


Com os trabalhos acelerados e atividades executadas em diferentes pontos, o
Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) iniciou, nesta quinta-
feira (27), a aplicação de concreto asfáltico sobre a Nova Ponte do Guaíba, em Porto
Alegre (RS). Com isso, começa a contagem regressiva para a liberação do tráfego na
travessia, prevista para acontecer em novembro.

Inicialmente, uma extensão de 800 metros de um dos ramos da obra de arte especial,
na interseção com a BR-290, a freeway, receberá uma camada de sete centímetros de
Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ) com polímero. O asfalto será aplicado
diretamente sobre as lajes de concreto. A ação conta com o auxílio de motoniveladora,
vibro-acabadora e rolos de compactação. Quando estiver em operação, este ramo
possibilitará o acesso dos veículos que se dirigem do interior do Estado em direção à
Capital.

Em continuidade à pavimentação, os trabalhadores estão finalizando os serviços de
instalação de guarda-rodas e lançamento das lajes sobre os vãos que compõem os
canais de navegação, que transpõem o Lago Guaíba. Na sequência, começa a aplicação
do CBUQ. Com 575 metros, este trecho, denominado balanço sucessivo, também
receberá uma camada de sete centímetros de altura do produto.

DNIT reforça que de agora em diante a pavimentação irá ocorrer ao longo de toda a
obra - conforme cada trecho for sendo liberado - empreendendo assim mais velocidade
aos trabalhos. Ao todo, os 7,3 quilômetros de pontes e viadutos e mais os cinco
quilômetros de trecho em aterro vão consumir aproximadamente 36 mil toneladas de
CBUQ.

Outras frentes seguem a pleno como a execução da ligação da Nova Ponte do Guaíba
com a rodovia BR-290/BR-116. A implantação do viaduto no km 99 está adiantada. Há
atividades de fundação e construção de pilares. Já entre o km 100 e o km 102 o
trabalho está focado no alargamento da pista existente da rodovia com a realização da
terraplanagem.

Outras frentes seguem a pleno como a execução da ligação da Nova Ponte do Guaíba
com a rodovia BR-290/BR-116. A implantação do viaduto no km 99 está adiantada. Há
atividades de fundação e construção de pilares. Já entre o km 100 e o km 102 o
trabalho está focado no alargamento da pista existente da rodovia com a realização da
terraplanagem. ...

Bares e restaurantes terão Regime Diferenciado de Apuração para estimular o setor


A Receita Estadual disponibiliza uma forma alternativa de tributação ao segmento de
bares, restaurantes e estabelecimentos similares do Rio Grande do Sul como estímulo a
um dos setores mais afetados pela pandemia.

O Regime Diferenciado de Apuração, que visa estimular a atividade econômica e a
formalização das empresas do setor enquadradas na Categoria Geral, prevê tributação
simplificada com base na receita bruta auferida, com carga tributária na venda a
consumidor final de 3,75% em 2020 e de 3,5% a partir de 1° de janeiro de 2021.

A medida, instituída com base em legislação semelhante do Paraná e nos termos da Lei
Complementar 160/17, consta no Decreto 55.458/2020, publicado no Diário Oficial do
Estado desta quinta-feira (27/8).

A sistemática foi elaborada após reuniões com entidades e representantes do segmento
para que, por meio da simplificação da legislação tributária, possam se recuperar mais
rapidamente da crise atual. “Neste momento de crise, a simplificação e a tributação
diferenciada serão um estímulo importante para retomada das atividades de um dos
setores mais afetados pela pandemia, que é intensivo no emprego de mão de obra”,
afirma Marco Aurelio Cardoso, secretário da Fazenda.

Conforme dados da Receita Estadual, em dezembro de 2019 existiam 25.106
estabelecimentos ativos, sendo 2.924 da Categoria Geral e 22.182 do Simples. Em
agosto de 2020, são 24.645 estabelecimentos ativos, sendo 2.475 da Categoria Geral e
22.170 do Simples. Ou seja, 475 estabelecimentos da Categoria Geral, 15% dos
estabelecimentos existentes em dezembro de 2019, fecharam em 2020.

O novo regime é opcional em relação ao regime normal de apuração e veda o
aproveitamento de quaisquer créditos de ICMS ou de benefícios fiscais. As empresas que
aderirem também estarão dispensadas da realização do ajuste de tributação das
mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária, independentemente do limite
de faturamento. Além disso, também estão previstas ações de estímulo à regularidade e
de combate à informalidade, como a celebração de pactos setoriais e a participação ativa
nos programas de cidadania fiscal.

De acordo com Ricardo Neves Pereira, subsecretário da Receita Estadual, a medida está
inserida no contexto da agenda Receita 2030, que consiste em 30 iniciativas para
modernização da administração tributária gaúcha.

“A criação do novo regime permite inclusive a apuração e o recolhimento diário do ICMS,
com base no valor total da nota fiscal emitida pelo estabelecimento. Este é o primeiro
passo para viabilizarmos a implantação da Obrigação Fiscal Única para o setor, ou seja,
fazer com que, no futuro, a única exigência seja a emissão do documento fiscal,
deixando as demais obrigações acessórias sob a responsabilidade do fisco”, acrescenta.

O que muda

A carga tributária média, em 2020, é em torno de 3,75%. Em 2021, irá para 3,5%. Mas
o grande benefício do novo regime diferenciado é que ficará muito mais simples a
apuração do imposto: aplicando-se 3,75% sobre a receita bruta auferida.

No modelo atual, a alíquota para o fornecimento de refeições é de 12%, mas existe uma
redução na base de cálculo para 60%, o que dá uma carga tributária na saída de 7,2%.
Além disso, as empresas têm direito a crédito fiscal presumido de 12% sobre as
entradas de mercadorias isentas (como para hortigranjeiros e frutas), não tributadas ou
com redução da base de cálculo (neste caso, a alíquota se aplica sobre a parte não
tributada).

Essa tributação não se aplica a bebidas, que são tributadas ou por Substituição
Tributária ou pela alíquota aplicável a cada mercadoria. Esses benefícios continuarão
existindo para empresas que não fizerem a opção pelo Regime Diferenciado de
Tributação, exceto se for aprovada a proposta de Reforma Tributária RS, que prevê que
o fornecimento de refeições passe para o regime de débito e crédito. Cerca de 2,5 mil
estabelecimentos da Categoria Geral podem usufruir da nova sistemática.

Saiba mais sobre o Regime

As novas regras abrangem bares, restaurantes e estabelecimentos similares,
enquadrados na Categoria Geral, cuja atividade preponderante, considerando-se o ano
calendário anterior, seja o fornecimento de alimentação, e que estejam cadastrados no
CGC/TE com atividade econômica classificada no grupo 56.1 da Classificação Nacional de
Atividades Econômicas (CNAE).

Nesses casos, os contribuintes poderão optar por apurar o montante de imposto devido
de forma simplificada, aplicando os percentuais de 3,75%, entre 1° de setembro e 31 de
dezembro de 2020, e de 3,5%, a partir de 1° de janeiro de 2021, sobre a receita bruta
auferida no período de apuração.

Como fazer

A opção pelo regime diferenciado de apuração deverá ser formalizada pelo contribuinte
na forma prevista em instruções baixadas pela Receita Estadual, devendo abranger
todos os estabelecimentos enquadráveis e produzindo efeitos a partir do 1° dia do mês
subsequente ao da formalização da opção. ...

Mapa preliminar da 16ª rodada do Distanciamento Controlado tem 13 regiões vermelhas


Ao chegar à 16ª rodada nesta sexta-feira (21/8), o mapa preliminar do modelo
Distanciamento Controlado traz 13 bandeiras em vermelho (risco epidemiológico alto
para Covid-19). As outras oito regiões foram classificadas com bandeira laranja (risco
médio). As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (24/8).

As regiões de Santa Cruz do Sul e Lajeado apresentaram piora nos índices e passaram
para a bandeira vermelha. Somam-se às regiões de Taquara, Novo Hamburgo, Canoas,
Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santo Ângelo, Santa Rosa, Capão da Canoa, Guaíba,
Porto Alegre e Pelotas, que já eram vistas como risco alto e se mantiveram assim nesta
rodada.

Mesmo que as regiões de Pelotas, Guaíba e Capão da Canoa tenham apresentado média
final indicando redução na classificação de risco para bandeira laranja, o Gabinete de
Crise aplicará a trava prevista no modelo de Distanciamento Controlado para regiões
com duas ou mais semanas em bandeira vermelha em um intervalo de 21 dias.
Portanto, mesmo com a média final indicando redução na classificação de risco para
laranja, as regiões seguirão por mais uma semana na condição de bandeira vermelha. O
nível de risco será efetivamente reduzido se apresentarem por mais uma semana média
final compatível com a bandeira laranja.

As regiões de Cruz Alta, Ijuí e Uruguaiana apresentaram melhora nos indicadores nesta
rodada e reduziram para bandeira laranja.

Desde a 14ª rodada, está vigente o modelo de cogestão, no qual as regiões Covid
podem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas
no mínimo iguais à bandeira anterior. Para tanto, precisam elaborar planos estruturados
próprios aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe
técnica.

Até as 18h desta sexta-feira (21), oito regiões haviam aderido à cogestão: Canoas,
Taquara, Novo Hamburgo, Pelotas, Passo Fundo, Palmeira das Missões, Porto Alegre e
Capão da Canoa.

Os documentos devem ser encaminhados para o Gabinete de Crise exclusivamente via
formulário eletrônico, com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência do
plano, no endereço https://bit.ly/formulariocogestao.

O pedido de reconsideração à classificação da bandeira, que pode ser feito via
associação regional ou pelo próprio município, também deverá ser encaminhado
exclusivamente por meio de formulário eletrônico, no site
https://forms.gle/LMcAvBpMBqx9fmHXA, no prazo máximo de 36 horas após a
divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo (23/8).

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será
divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira
(24/8). A vigência das bandeiras da 16ª rodada começa à 0h de terça-feira (25/8) e se
encerra às 23h59 de segunda-feira (31/8).

• Clique aqui e acesse a nota técnica com as justificativas de classificações das regiões.


Municípios podem adotar bandeira laranja

Conforme o mapa preliminar da 16ª rodada, 321 municípios (do total de 497) estão
classificados em bandeira vermelha, somando 8.122.796 habitantes, ou seja, 71,7% da
população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

Desses, 138 municípios (680.792 habitantes, 6% do RS) podem adotar protocolos de
bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro
de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie
um regulamento local.

• Clique aqui e acesse a lista dos municípios que se enquadram na Regra 0-0.


Alertas

O crescimento de novas hospitalizações em determinadas regiões chamou a atenção da
equipe que monitora o modelo. É o caso de Santa Cruz do Sul e de Bagé, onde as novas
internações por Covid-19 cresceram 100% de uma semana para a outra (Santa Cruz do
Sul de 14 para 28 pacientes; e Bagé, de oito para 16 internados).

Houve ainda avanços significativos em Novo Hamburgo (cresceu 68%, com 99 novas
internações nos últimos sete dias), em Lajeado (55%, agora com 34 pacientes) e em
Passo Fundo, onde o avanço no registro de novas internações foi de 42% numa única
semana.

Em algumas regiões a situação foi atenuada pela melhora no indicador de leitos livres de
UTI no Estado como um todo, indicador específico que agora está em bandeira amarela
(582 leitos de UTI disponíveis no fechamento desta semana).

RESUMO DA 16ª RODADA

Para o total do Rio Grande do Sul, houve melhora na maioria dos indicadores, exceto em
novas hospitalizações (+12%) e em número de óbitos (+3%). Com isso, foi registrado
leve aumento no número de leitos livres (+3%).

Como consequência, a razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19 voltou a
aumentar, embora se mantendo abaixo de um leito livre para cada ocupado.

Regiões que apresentam piora:

LARANJA > VERMELHO
Santa Cruz do Sul
Lajeado


Regiões que permanecem iguais:

VERMELHA
Taquara (em cogestão)
Novo Hamburgo (em cogestão)
Canoas (em cogestão)
Palmeira das Missões (em cogestão)
Passo Fundo (em cogestão)
Santo Ângelo
Santa Rosa
Pelotas (em cogestão)
Porto Alegre (em cogestão)
Capão da Canoa (em cogestão)
Guaíba

LARANJA
Erechim
Caxias do Sul
Santa Maria
Bagé
Cachoeira do Sul

REGIÕES QUE APRESENTARAM MELHORA

VERMELHO > LARANJA
Cruz Alta
Ijuí
Uruguaiana

DESTAQUES DA 16ª RODADA

• número de novos registros de hospitalizações de Síndrome Respiratória Aguda Grave
(SRAG) de confirmados por Covid-19 aumentou 12% entre as duas últimas semanas (de
1.126 para 1.259);

• número de internados em UTI por SRAG reduziu 3% no Estado entre as duas últimas
quintas-feiras (de 958 para 925);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 5% entre as
duas últimas quintas-feiras (de 964 para 920);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 2% entre as duas
últimas quintas-feiras (de 723 para 706);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3%
entre as duas últimas quintas-feiras (de 567 para 582);

• número de casos ativos reduziu 8% entre as duas últimas semanas (de 7.469 para
6.837);

• número de óbitos por Covid-19 aumentou 3% entre as duas últimas quintas-feiras (de
353 para 365).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete
dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (336), Caxias do Sul (155),
Canoas (138), Passo Fundo (115) e Novo Hamburgo (99).

Comparativo entre 23 de julho e 20 de agosto:

• número de novos registros de hospitalizações confirmadas por Covid-19 aumentou
16% no período (de 1.086 para 1.259);

• número de internados em UTI por SRAG aumentou 7% no Estado no período (de 865
para 925);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 8% (de 996 para
920);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 9% (de 645
para 706);

• número de casos ativos reduziu 4% (de 7.125 para 6.837);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3% (de
566 para 582)

• número de óbitos por Covid-19 acumulados em 7 dias aumentou 16% no período (de
315 para 365). ...

Secretaria da Saúde e Cosems buscam ampliar para 100% a cobertura do Samu no Estado


Os 226 municípios gaúchos que ainda não têm cobertura do Serviço de Atendimento
Móvel de Urgência (Samu) terão oportunidade de aderir à Rede de Urgência Estadual por
meio de um projeto da Secretaria da Saúde (SES) e do Conselho das Secretarias
Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS). Batizado de Chamar 192, a
iniciativa procura abarcar no atendimento pré-hospitalar de urgência do Samu uma
população estimada em 1,2 milhão de pessoas. Com isso, o Estado será o primeiro do
país a contar com 100% de cobertura do Samu, por meio do número de telefone 192.

O governador Eduardo Leite anunciou o projeto durante transmissão ao vivo nas redes
sociais nesta quinta-feira (20/8) e ressaltou a importância da parceria do Cosems. "O
apoio foi fundamental para que pudéssemos agilizar esse processo, que estava previsto
para ser implementado em dois anos, e, assim, garantir que todos os municípios e
gaúchos sejam abrangidos pelo nosso Samu", detalhou.

Hoje, a cobertura do serviço no Rio Grande do Sul corresponde a 91,2% da população
(cerca de 10,3 milhões de habitantes). "É um projeto ousado e inovador, que pretende
estender um serviço de alta qualidade, mas que, infelizmente, ainda não atinge 226
municípios. A maioria é cidade pequena, de 2 mil a 3 mil habitantes, e eles se viram por
conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do
serviço de urgência do Estado", explicou o diretor do Departamento de Regulação
Estadual, Eduardo Elsade.

Nesses locais, os atendimentos de urgência e emergência são realizados pelo Corpo de
Bombeiros Militar ou Voluntários e pelas chamadas “ambulâncias brancas municipais”,
porém, muitos desses veículos são tripulados apenas por condutores, sem profissionais
de saúde. A expectativa é de que os municípios sejam contemplados pelo projeto até o
final de 2020.

Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um
motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista. Em contrapartida, a SES oferecerá
regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às
equipes. ...

Fiscalização apreende 2 mil produtos e 1,5 tonelada de alimentos


A prefeitura efetuou, nesta sexta-feira, 21, operação contra o comércio ilegal na Capital.
Foram realizadas fiscalizações no Centro Histórico e na Cidade Baixa, bairros onde foram
apreendidos dois mil produtos falsificados e sem procedência, assim como 1,5 tonelada de
frutas e verduras. A ação reuniu nove viaturas e 20 agentes da Diretoria de Fiscalização da
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Guarda Municipal e Romu, em
conjunto com a Brigada Militar. Ao todo, as operações já tiraram mais de 50 mil itens das
ruas este ano.

As mercadorias, que incluem eletrônicos e peças de vestuário, serão encaminhadas para o
depósito da SMDE e podem ser recuperadas mediante pagamento de multa e comprovação
da procedência. Já os alimentos serão destinados para uma instituição de caráter
assistencial.

A ação integra as atividades do Escritório de Fiscalização. Fazem parte do órgão agentes da
Diretoria de Fiscalização - SMDE, Procon Porto Alegre, Empresa Pública de Transporte e
Circulação (EPTC), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria Municipal do Meio
Ambiente e da Sustentabilidade (Smams), Departamento Municipal de Limpeza Urbana
(DMLU), Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade (Smim),
Secretaria Municipal da Fazenda (SMF) e Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão
(SMPG). ...

Asilo Padre Cacique solicita doação de alimentos e itens de higiene pessoal


O cenário de pandemia segue trazendo dificuldades financeiras ao Asilo Padre Cacique.
Estoques de itens como Fraldas Geriátricas do tamanho G e XG, assim como Leite Zero
lactose estão praticamente zerados. No estoque de alimentos, há necessidade de alimentos
como ervilhas secas partidas e milho em lata.

“A instituição recebe sempre com satisfação esses itens que são extremamente
importantes, porém nossa maior necessidade é mesmo financeira pois há um custo muito
elevado com energia elétrica, água, oxigênio para os acamados, folha de pagamento dos
funcionários e medicamentos”, afirma o presidente do Asilo Padre Cacique, Edson Brozoza.

Em um momento de isolamento social para contenção da pandemia da COVID-19 é
importante lembrar que as doações podem ser feitas pelos meios digitais bancários. As
informações sobre como doar podem ser conferidas no site asilopadrecacique.com.br/ajuda.
Já as doações de álcool-gel, máscaras, produtos de higiene, limpeza, medicação e
alimentos podem continuar sendo feitas normalmente. O acesso dá-se com um portão
automatizado com sensor. Na chegada, o motorista não precisa sequer ter contato com o
atendente do Asilo que mantém uma rotina já estabelecida de recolhimento dos donativos
no porta-malas não sendo necessário o doador descer do carro.

Fonte: PlayPress ...

Cursos de informática gratuitos da Dell estão com inscrições abertas


Cursos de informática gratuitos estão com inscrições abertas no Estado até 31 de
agosto. As qualificações são oferecidas pela Dell Technologies em parceria com a
Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Stas) e a prefeitura de Porto Alegre, e a
prioridade é para pessoas com deficiência ou situação de vulnerabilidade social,
especialmente casos agravados durante a pandemia do coronavírus. As inscrições
podem ser feitas pelo site leadfortaleza.com.br/dal. As aulas iniciam-se em 14 de
setembro.

O Programa de Qualificação Acessível – Profissional em Tecnologia é desenvolvido em
plataforma totalmente acessível. Todos os cursos são na modalidade EaD, com tutorial
para pessoas com deficiência pela plataforma Dell Accessible Learning, disponível no
portal da Dell ou pelo aplicativo nas versões Android e iOS.

As pessoas com deficiência auditiva e surdos usuários da Língua Brasileira de Sinais
(Libras) terão acompanhamento de intérpretes de Libras. Há também outros recursos de
acessibilidade na plataforma e nos conteúdos, como alertas sonoros, comando de voz,
teclado virtual, redimensionamento de fonte, alto-contraste, audiodescrição de imagens
e vídeos em Libras.

“Em tempos de crise, precisamos nos reinventar. E essa é uma chance única que está
batendo à porta dos gaúchos e de forma gratuita. São mais de mil vagas disponíveis em
14 cursos de informática”, destaca a secretária de Trabalho e Assistência Social, Regina
Becker. Para o diretor de Acessibilidade e Inclusão Social da Secretaria Municipal de
Desenvolvimento Social e Transporte, Jorge Brasil, neste momento da pandemia,
condições de inserção no mercado de trabalho são um dos mais importantes passos.

“Manter esta parceria é um passo importante para que, juntos, possamos continuar
oferecendo educação técnica e qualificada para que os talentos se desenvolvam e
estejam prontos para o mercado ou para empreender. Por meio destas ações, criamos
oportunidades de aprendizado que trazem resultados positivos para toda a sociedade",
afirma a diretora de Relações Governamentais da Dell Technologies, Rosana Galvão.

Cursos ofertados

• Introdução à lógica de programação + Inglês básico 2
• Informática prática + Inglês básico 1
• Introdução à acessibilidade web
• Atendimento ao cliente
• Empreendedorismo e ética
• Introdução a aplicativos on-line do Google
• Fundamentos de programação orientada a objetos com Java
• Introdução ao desenvolvimento de aplicações em Java
• Integração de aplicações e serviços com Java
• Fundamentos de banco de dados com Java
• Fundamentos de programação para web com Java
• Padronização de projetos web com Java EE e Spring Framework
• Fundamentos de desenvolvimento móvel utilizando Android API e Java
• Planejamento e desenvolvimento de aplicações Android utilizando Google APIs ...

DNIT alerta para estreitamentos de pista em função das obras da Nova Ponte do Guaiba


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) pede aos motoristas que
fiquem atentos aos estreitamentos de pista na BR-116/BR-290, em Porto Alegre, inclusive
no período da noite, em decorrência das obras de implantação da Nova Ponte do Guaíba.

Ao longo desta semana, entre os dias 17 e 22, haverá interrupções no km 99 e entre os km
100 e 102. Os trabalhos entraram em um ritmo acelerado para que a travessia principal da
estrutura seja liberada ao tráfego em novembro.

No km 99, o estreitamento de pista acontece em ambos os sentidos. Neste trecho, as ações
serão realizadas durante o dia, dando continuidade à execução da fundação, blocos e
pilares de apoio das estruturas da travessia, que possibilitará a ligação da rodovia com a
Nova Ponte do Guaíba.

Já entre os km 100 e km 102, a partir de terça-feira (18), o estreitamento acontece no
sentido capital-interior, das 20 horas até as 5 horas do dia seguinte. Neste segmento, será
realizado o alargamento da pista previsto para o local.

...

PRF recupera carro roubado em Eldorado do Sul


Na noite de sábado (8), na BR 290, em Eldorado do Sul, a Polícia Rodoviária Federal
recuperou um veículo que havia sido roubado em Alvorada.

A PRF recebeu informação de que uma Ecosport roubada teria saído de Porto Alegre e
estaria se deslocando em direção à BR 290. Os agentes federais passaram a monitorar a
rodovia e visualizaram o carro indicado, que foi interceptado na unidade operacional de
Eldorado do Sul.

No veículo estavam dois adolescentes, de 16 e 17 anos, que disseram aos policiais
estarem levando o carro para Rio Grande. Após consulta aos sistemas, foi confirmado que
a EcoSport havia sido roubada um dia antes em Alvorada.

Eles foram apreendidos em flagrante e encaminhados para a área judiciária com o veículo,
que será devolvido ao proprietário. ...

Parceria garante postos de testagem e aplicativo para rastreamento de casos de Covid-19


Em mais um passo do programa Testar RS, que está ampliando o número de testes
diários de RT-PCR no Estado, o governo assinou, nesta quinta-feira (6/8), um termo de
cooperação com o Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino (Idor). O objetivo é organizar os
postos de testagem para Covid-19 e o uso do aplicativo do projeto Dados do Bem, tanto
para coleta quanto processamento de informações, incluindo o resultado dos testes.

A parceria garantirá que o Rio Grande do Sul coloque em prática uma das estratégias
consideradas mais eficazes em países que conseguiram controlar a pandemia de
coronavírus: a ampliação da testagem da população gaúcha com o rastreamento de
casos.

“Até lançarmos o programa do Testar RS, o Estado fazia em média mil exames diários
de RT-PCR, agora, vamos para 8 mil por dia, mas não vamos apenas ampliar a
testagem. Agora, estamos dando mais um passo para intensificar o rastreamento. Com
a parceria do Instituto D'Or, além de testar pessoas sintomáticas, faremos busca ativa
dos contactantes dos casos positivos. Utilizando o Dados do Bem, poderemos identificar
dinâmicas de transmissão do coronavírus e entender como a pandemia de Covid-19
evolui”, destacou o governador Eduardo Leite, ao anunciar a parceria em transmissão ao
vivo pelas redes sociais.

O Dados do Bem é uma ferramenta que foi desenvolvida por médicos, pesquisadores e
cientistas. Ele usa inteligência de dados e mapeamento para analisar a evolução da
imunidade na população. Com isso, consegue identificar dinâmicas de transmissão do
coronavírus e entender como a pandemia de Covid-19 evolui no Estado.

“Estas informações baseadas em ciência e inteligência nos ajudarão a tomar as medidas
mais adequadas a cada situação para frear o avanço da doença no Rio Grande do Sul”,
complementou o governador.

A partir do termo de cooperação, o Idor se compromete a disponibilizar gratuitamente o
uso do aplicativo ao governo gaúcho, fornecendo todos os dados e suporte técnico para
sua utilização e operação.

À Secretaria de Saúde caberá a operação dos postos de testagem e a disponibilização de
testes, insumos e profissionais habilitados para a realização dos exames, de acordo com
os critérios e protocolos médicos definidos pelas autoridades governamentais
competentes.

Segundo a chefe da Vigilância Epidemiológica do Centro de Vigilância em Saúde (CEVS),
Tani Ranieri, o Testar RS é resultado do trabalho conjunto da SES com o Ministério da
Saúde e o programa Todos pela Saúde.

“É um projeto gradativo. A gente já ampliou em 2 mil testes diários e, nas próximas
semanas, seguiremos ampliando. Agora, estamos incluindo um maior número de
municípios e testando com prioridade os casos sintomáticos de síndromes respiratórias.
Se essas pessoas estiverem cumprindo as medidas de isolamento social, evitaremos a
propagação do vírus naquele território. Num segundo momento, vamos agregar essa
ferramenta (aplicativo), que facilitará as questões operacionais e logísticas relacionadas
às ações que serão desenvolvidas”, destacou Tani, ressaltando que o aplicativo ainda
não está operando no Rio Grande do Sul.

Um dos idealizadores do Dados do Bem, Fernando Augusto Bozza, que é médico e
coordenador de Pesquisa em Medicina Intensiva do Instituto D'Or, deu detalhes sobre a
criação do aplicativo. “O teste é um recurso escasso e deve ser feito utilizando critérios
importantes e claros. Nesse sentido que vem a iniciativa do Dados do Bem, para termos
um gerenciamento rápido dos programas de testagem. A ideia é, de fato, apoiar os
governos para agilizar os testes e a devolução dos resultados para o cidadão e para a
Vigilância, a fim de que as medidas sejam tomadas”, afirmou Bozza.

COMO FUNCIONARÁ

Baixe o aplicativo
Clique aqui para baixar o aplicativo Dados do Bem.

Faça a autoavaliação
O usuário responde a um simples questionário de autoavaliação, com perguntas sobre
sintomas associados à Covid-19 e histórico de saúde. É importante ser sincero.

Teste em caso de risco
Caso a ferramenta identifique um alto risco de infecção por Covid-19, a pessoa poderá
ser convidada, pelo próprio aplicativo, a fazer um teste gratuito em um posto de
testagem credenciado pelo Estado nas cidades, com data e hora para comparecer ao
local.

Se der positivo
Após realizar a testagem, o usuário recebe o resultado possivelmente no dia seguinte,
dependendo de alguns aspectos da logística do ponto de testagem. Em caso positivo
para Covid-19, poderá indicar cinco pessoas com quem teve contato para que façam a
autoavaliação pelo app. Elas poderão ser convidadas a fazer o teste também. Todos
deverão cumprir isolamento, para evitar contaminação.

É com base nos resultados dos exames que o aplicativo gerará dados que auxiliarão o
governo a planejar melhor as ações de contenção da Covid-19. ...

DetranRS implementa aplicação remota de exames teóricos


O candidato está em casa, liga seu computador na hora marcada, entra no link recebido,
aciona a câmera e o microfone, faz o reconhecimento facial e inicia a prova sob
supervisão remota de um servidor do DetranRS. É esse o futuro que a autarquia projeta
para as provas teóricas de primeira habilitação e reciclagem no Estado. O passo inicial
foi dado nesta quinta-feira (6/8) com a publicação da portaria que implementa e
regulamenta a adesão dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) que desejam
participar do projeto-piloto.

A modalidade remota será implantada em etapas. Primeiro nos Centros de Formação de
Condutores e, posteriormente, quando a tecnologia estiver bem estruturada, na própria
residência do candidato ou em local de sua escolha, sempre sob a supervisão de fiscais
de prova do DetranRS que atuarão em teletrabalho integral, dedicados exclusivamente a
esta atividade.

No mês de julho, a autarquia realizou testes em um CFC de Porto Alegre. A modalidade
foi aplicada em oito turmas, sendo quatro compostas por dois alunos e as demais
compostas por sete alunos, totalizando 35 provas. Sob a supervisão de um fiscal de
prova do DetranRS localizado fora da cidade, os alunos realizaram a prova no
computador instalado no CFC, fazendo a identificação por biometria.

Na primeira etapa, o candidato poderá fazer a prova em qualquer um dos 266 CFCs que
aderirem ao projeto, aumentando consideravelmente o número de vagas e as opções de
horário, desafogando a demanda, que hoje é de 53 mil candidatos aguardando prova
teórica, em consequência da pandemia. A medida também trará economia para o
Estado, já que evitará o deslocamento de examinadores, o que envolve custos de
combustível e diárias. Esses profissionais ainda poderão ser deslocados para aplicação
de provas práticas, trazendo reflexo positivo para essa modalidade de prova.

Depois, quando o processo for 100% remoto, além da comodidade de fazer a prova em
casa ou local de sua escolha, a intenção é que o horário de atendimento seja estendido,
podendo o candidato responder as provas à noite e em fins de semana.

“Facilitar a vida das pessoas e entregar soluções tecnológicas que melhorem nossos
serviços na ponta faz parte das metas assumidas pela nossa gestão e pelo governo do
Estado. Esse é um caminho natural, que mais cedo ou mais tarde teríamos que trilhar.
Já temos tecnologia disponível para realizar as provas de forma remota com segurança,
o que significa qualificação na prestação do serviço e economia para o Estado”, avalia o
diretor-geral do DetranRS, Enio Bacci. ...

Equipes do Samu de Porto Alegre recebem roupas especiais para atendimento


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) recebeu 450 novas roupas para uso
diário no atendimento à população, como reforço na proteção individual dos profissionais
neste período de pandemia. Os equipamentos possuem capuz, costura termoselada e duplo
zíper, oferecendo mais segurança e proteção de 360 graus ao profissional, junto com
máscara N-95, óculos e protetor facial.

Conforme a responsável técnica de enfermagem, Ana Lúcia Maciel, a cada atendimento de
caso suspeito do novo coronavírus, o socorrista retorna à sede para fazer a troca do
macacão. “Os equipamentos são retirados com a técnica adequada para evitar
contaminação e encaminhados para desinfecção criteriosa em lavanderia especializada e
posterior reutilização”, explica.

Os equipamentos são impermeáveis, permitem a mobilidade dos profissionais e foram
adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde no valor unitário de R$ 200. Outros 50 itens
foram encaminhados aos trabalhadores do Laboratório Municipal, localizado no Pronto
Atendimento Cruzeiro do Sul. ...

Na 13ª rodada do Distanciamento Controlado, seis regiões permanecem em bandeira vermelha


A 13ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado traz, no mapa definitivo, seis
regiões em bandeira vermelha. A divulgação foi feita pelo governador Eduardo Leite em
transmissão pelas redes sociais nesta segunda-feira (3/8). As bandeiras ficam vigentes a
partir da 0h desta terça (4/8) até as 23h59 da próxima segunda-feira (10/8).

Divulgado na sexta-feira (31/7), o mapa preliminar da 13ª rodada classificou 12 regiões
como de alto risco epidemiológico. Depois de análise dos 34 pedidos de reconsideração
enviados por municípios e associações, o Gabinete de Crise acatou o recurso de seis
regiões, resultando em seis regiões com bandeira laranja (risco médio).

O mapa definitivo – com seis regiões em bandeira vermelha e 14 em laranja – com a
classificação de todas as áreas e os respectivos protocolos recomendados podem ser
acessados em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br.

“Entramos agosto com expectativa de estabilização e de indicadores mais tranquilos. O
Rio Grande do Sul parou menos, por menos tempo, teve menores perdas econômicas do
que a maior parte dos outros Estados, e também perdeu menos vidas, se comparado
aos outros Estados. Estamos discutindo, caso essa estabilização se confirme, alterações
em protocolos de bandeira vermelha para permitir o funcionamento de atividades
comerciais que, hoje, estão restritas”, explicou o governador.

O governo do Estado aceitou a reconsideração de Bagé, cujo pedido foi encaminhado
pelo município para toda a região, e das associações regionais de Santo Ângelo, Santa
Rosa, Palmeira das Missões, Pelotas e Caxias do Sul.

O Gabinete de Crise indeferiu os recursos apresentados pelas regiões de Passo Fundo,
Novo Hamburgo e Lajeado, que permanecem em bandeira vermelha, por terem
apresentado alto nível de ocupação dos leitos e de propagação do vírus.

Os três se somam a Taquara, Canoas e Porto Alegre, que já estavam em vermelho, e
seus representantes não apresentaram pedido de reconsideração.

“É importante insistir que buscamos conciliar a preservação das vidas com o melhor
desempenho da atividade econômica, e temos conseguido isso. Temos a menor taxa de
letalidade, de incidência de casos, e o melhor desempenho na arrecadação do primeiro
semestre, se comparado aos demais Estados das regiões Sul e Sudeste”, ressaltou o
governador.

Leite também lembrou que o governo do Estado e a Federação das Associações de
Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) estão em processo de discussão de um
processo de cogestão do modelo de Distanciamento Controlado, que confira maior
autonomia aos municípios. Uma reunião entre o Estado e a Famurs está marcada para
esta terça-feira (4/8).

Regra 0-0

Depois da análise de recursos, o Estado ficou com 165 municípios sob bandeira
vermelha, o que corresponde a 49,6% da população gaúcha (5.620.644 habitantes).
Desse total, 65 municípios não tiveram registro de hospitalização e óbito por Covid-19
de morador nos 14 dias anteriores ao levantamento – equivalente a 2,7% da população
gaúcha (302.153 habitantes).

As prefeituras dessas cidades se adequam à chamada Regra 0-0 e podem, portanto,
adotar protocolos previstos na bandeira laranja por meio de regulamento próprio. Basta
que mantenham atualizados os registros nos sistemas oficiais e adotem, por meio de
decreto, regulamento próprio, com protocolos para as atividades previstas na bandeira
laranja.

RECURSOS DEFERIDOS

REGIÕES (6)
• Santo Ângelo: percebe-se um patamar baixo de casos ativos em relação a casos
recuperados e também um patamar ainda baixo de óbitos na região, sem grande
evolução, e hospitalizações também em nível bastante baixo, se comparado a outros
locais. A disponibilidade de leitos de 2,6 leitos livre para cada leito ocupado por
pacientes com Covid-19 também foi um dos fatores para que Santo Ângelo
permanecesse na bandeira laranja.

• Santa Rosa: redução no número de óbitos e melhoria de indicadores semelhantes ao
que ocorreu na região de Santo Ângelo.

• Palmeira das Missões: embora se perceba um crescimento no número de
hospitalizações, ao observar-se com relação ao número total de habitantes, ainda está
abaixo de 10 internações hospitalares para cada 100 mil habitantes. Percebe-se,
também, redução das internações na microrregião em leitos de UTIs, uma relativa
estabilidade entre casos ativos e recuperados, e índice de óbitos também estabilizado.

• Pelotas: a região observou redução do número de hospitalizações, relativa estabilidade
entre casos ativos e recuperados. Apesar do aumento expressivo de óbitos na região, a
disponibilidade de leitos ainda é bastante expressiva – há 2,2 leitos disponíveis para
cada leito de UTI ocupado.

• Bagé (pedido municipal para a região): a região ainda está em uma taxa de
hospitalizações em 5,95 para cada 100 mil habitantes, apresentou redução na relação
entre casos ativos e recuperados, e disponibiliza mais de dois leitos disponíveis para
cada leito ocupado na macrorregião de Bagé.

• Caxias do Sul: a região apresentou melhoria expressiva e alcançou estabilização,
embora seja em um patamar elevado. O número de hospitalizações não aumentou e
houve pequena redução de hospitalizações em UTI, o número de óbitos também não
apresentou crescimento expressivo, abaixo de 10, e a relação entre casos ativos e
recuperados diminuiu.

MUNICÍPIOS (3)
• Tapera (região de Passo Fundo – paciente reside em Porto Alegre)
• Cristal (região de Pelotas – registro de hospitalização e contaminação nosocomial)
• Ivoti (região de Novo Hamburgo – registro de hospitalização)

RECURSOS INDEFERIDOS

Regiões (3)
• Passo Fundo
• Novo Hamburgo
• Lajeado

NÃO ENVIARAM RECURSO
• Taquara
• Canoas
• Porto Alegre ...

Telefone de contato do Tudo Fácil mudou


Para acessar os serviços do Tudo Fácil, o cidadão tem disponível o telefone (51) 3288-9364
e o portal rs.gov.br.

Devido à pandemia do coronavírus e a necessidade de isolamento social, as unidades do
Tudo Fácil (Zona Sul, Centro e Zona Norte) continuam sem trabalho presencial, mas todos
os serviços estão disponíveis pelo telefone ou site.

Alguns dos serviços oferecidos ao cidadão:

• Alvará de folha corrida
• Certidão de antecedentes policiais
• Carteira de identidade
• Consulta a RPVs
• CPF – regularização da situação cadastral
• CPF – alteração de dados cadastrais
• CPF – estrangeiros residentes no Brasil ou em trânsito

O portal também oferece serviços ao empreendedor e dados sobre a pandemia do
coronavírus no Estado entre outros. ...

Geoportal RS disponibiliza painéis com dados da Covid-19 por município


Fornecer informações para auxiliar na elaboração, acompanhamento e execução de
políticas públicas é o objetivo do Geoportal RS, ferramenta que faz a interface pública da
Infraestrutura Estadual de Dados Espaciais (Iede-RS). Com o avanço no número de
casos da Covid-19 no Brasil e no Estado, a Secretaria de Planejamento, Governança e
Gestão (SPGG) disponibilizou aos usuários painéis com mapas e informações detalhadas
sobre a evolução dos casos de coronavírus no Rio Grande do Sul e também sobre o
Distanciamento Controlado por município.

O diferencial destes painéis é a possibilidade de visualização de dados completos em um
único ambiente. No caso do dashboard do Distanciamento Controlado, por exemplo, é
possível acompanhar as informações relativas aos 14 indicadores utilizados pelo governo
estadual para definir as bandeiras das regiões separado por município.

A ferramenta, de acordo com o diretor do Departamento de Planejamento
Governamental (Deplan/SPGG), Antonio Cargnin, já está sendo muito utilizada por
pesquisadores de diversas universidades e também pode ser acessada por qualquer
usuário. As informações reforçam as análises já produzidas sobre o tema pela Secretaria
da Saúde (SES) e pelo Comitê de Dados do governo estadual.

"Ao acessar os painéis, é possível acompanhar de uma forma intuitiva e prática os dados
atualizados relacionados ao avanço da Covid-19. Assim, qualquer pessoa pode utilizar os
dados, o que auxilia na transparência da informação e pode subsidiar na adoção de
iniciativas e ações em todo o Estado", destaca Cargnin.

Com relação à Covid 19, além das informações relativas ao Rio Grande do Sul, o
Geoportal também apresenta painéis com dados do Brasil e do mundo. Em todos os
dashboards os dados são atualizados diariamente ou com a informação mais recente,
como no caso do Distanciamento Controlado.

"Hoje, as tecnologias da informação têm sido grandes aliadas para termos a informação
mais próxima do caso do cidadão. O georreferenciamento realizado pelo Deplan busca
complementar todas as demais ações de mitigar os efeitos da pandemia e dar
transparência a toda a sociedade gaúcha", destaca o titular da SPGG, Claudio Gastal.

Para visualizar os painéis, basta acessar a página do Iede.

Iede e Geoportal

A Iede-RS representa o conjunto integrado de tecnologias, políticas, mecanismos e
procedimentos de coordenação e monitoramento, padrões e acordos, necessários para
facilitar e ordenar a geração, o armazenamento, o acesso, o compartilhamento, a
disseminação e o uso dos dados geoespaciais. O Geoportal é a interface pública que se
consolida como a principal plataforma de compartilhamento de dados geoespaciais,
serviços e aplicações do Estado. ...

Brasil extingue documento de licenciamento de veículo em papel-moeda


O Rio Grande do Sul imprimiu o último documento de licenciamento de veículo em
papel-moeda na sexta-feira (31/7). O proprietário tem total independência para baixar a
versão digital no celular ou, se quiser, imprimir o próprio documento em casa. Além de
não precisar esperar a entrega do papel de cor verde pelos correios, o motorista pode
compartilhar o documento com todos que utilizam o veículo. A mudança está prevista
em regramento federal (Resolução 788/2019, do Contran) e acontece em todo o Brasil.
O documento de propriedade do veículo (CRV, antigo DUT) continua a ser entregue
pelos Correios em papel moeda.

Ainda receberão o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) pelos
Correios os proprietários de veículo que pagaram o licenciamento até 29 de julho. O fim
da impressão do CRLV em papel moeda coincide com o encerramento do calendário de
licenciamento 2020.

“No próximo calendário, em 2021, já não haverá mais nenhum documento de
licenciamento verde. Estamos caminhando para um futuro sem papel, em que todos os
nossos documentos estão no celular. O sucesso da CNH Digital no Rio Grande do Sul
comprova a demanda da população por esse tipo de mudança. Ninguém mais quer
esperar uma semana para receber o documento, pedir segunda via se perder ou ficar
carregando papel na carteira e lembrando de pedir o documento para outro motorista
que utilizou o veículo”, avalia o diretor técnico do DetranRS, Fábio Pinheiro dos Santos.

O CRLV digital pode ser gerado no aplicativo Carteira Digital de Trânsito, junto com a
Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Quem não quiser baixar o documento digital tem
a opção de imprimir o documento em papel comum pela Central de Serviços do
DetranRS ou pelo portal de serviços do governo, em rs.gov.br. É possível fazer isso em
qualquer impressora, seja em casa ou em uma loja. Há, ainda, a opção de solicitar a
impressão em qualquer Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) do Estado.

Formas de obter o CRLV impresso na internet

Via Central de Serviços do DetranRS:

1. O login é feito com os dados do cadastro no portal gov.br, informando o CPF e a
senha. Usuários novos precisarão se cadastrar, seguindo o passo a passo informado.
2. Na seção "Meu(s) veículo(s)", clicar em “Consultas adicionais”.
3. Localizar o veículo que deseja emitir o documento e informar o código de segurança
do documento de propriedade, que consta em CRVs emitidos a partir de 2007 (antigo
DUT).
4. Imprimir o documento em papel branco e formato A4, com tinta preta, em página
única.

Via Portal de Serviços do Denatran ou o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (o da CNH
e do CRLV digitais):

1. O login é feito com os dados do cadastro no portal gov.br, informando o CPF e a
senha. Usuários novos precisarão se cadastrar, seguindo o passo a passo informado.
2. Na seção “Meus veículos”, clicar no link que remete ao veículo que você deseja
imprimir o documento.
3. Baixar o arquivo de nome "CLRVDigital.pdf", gratuitamente.
4. Imprimir o documento em papel branco e formato A4, com tinta preta, em página
única.

Observação: para veículos de pessoa jurídica, a obtenção do CRLV-e só está disponível
com login por Certificado Digital, ou presencialmente, no CRVA. ...

13ª rodada do Distanciamento Controlado recebe 34 pedidos de reconsideração de bandeira


Nas últimas 36 horas após a divulgação do mapa preliminar do Distanciamento
Controlado da 13ª rodada, o governo do Estado recebeu, até o encerramento do prazo
para envio na manhã deste domingo (2/8), 34 pedidos de reconsideração enviados por
municípios e associações regionais. Divulgado na sexta-feira (31/7), o levantamento
aponta 12 regiões com bandeira vermelha (alto risco) e oito com laranja (risco médio).

Não houve pedido de bandeira laranja para amarela – todas as solicitações são de
regiões preliminarmente em vermelho que pedem a permanência em bandeira laranja.

No domingo passado (26/7), quando o mapa preliminar estava com 14 regiões em
vermelho, o governo do Estado recebeu 49 pedidos de reconsideração. Na 11ª rodada,
foram 59 recursos; na 10ª rodada, 63 pedidos; na nona, 37; na oitava houve o maior
número até agora: 67; e na sétima rodada, primeira vez que o governo abriu a instância
recursal, foram 30.

As 12 regiões preliminarmente classificadas com risco alto para o contágio por
coronavírus na 13ª rodada são Canoas, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Porto Alegre,
Taquara, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Bagé, Pelotas, Santa Rosa, Lajeado e
Santo Ângelo.

Veja como ficou o mapa preliminar no site https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br.

São 340 municípios (do total de 497) que compõem a zona vermelha do mapa, somando
8.749.268 habitantes, ou seja, 77,2% da população gaúcha (11.329.605 habitantes).
Desse total, 170 cidades – 955.905 habitantes, que correspondem a 8,4% do RS –
podem adotar protocolos de bandeira laranja sem necessidade de entrarem com
recurso, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito
ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um
regulamento local.

Os pedidos de reconsideração serão avaliados pelas equipes técnicas do governo. A
decisão será tomada pelo Gabinete de Crise nesta segunda-feira (3/8) e, à tarde, o
mapa definitivo, vigente a partir de terça (4/8), será divulgado pelo governador Eduardo
Leite.

O Estado avalia uma cogestão do Distanciamento Controlado e trabalha a questão com a
Federação das Associações de Municípios (Famurs). Para a próxima terça-feira (4/8),
está marcada uma nova reunião entre o governo do Estado, a direção da Famurs e 27
associações regionais. ...

Com novas unidades em Camaquã e São Jerônimo, RS alcança ampliação de 90,6% em leitos de UTI


Uma das principais estratégias de enfrentamento ao coronavírus, a ampliação de leitos
de UTI adulto com atendimento SUS superou o número projetado pelo governo do
Estado no início da pandemia. A estimativa era de aumento de 60% nas vagas. Quatro
meses depois, o Rio Grande do Sul alcança aumento de 90,6%, divulgou o governador
Eduardo Leite nesta quinta-feira (30/7).

No início de março, o RS tinha 933 leitos de UTI e está chegando a 1.779, contabilizando
as habilitações que devem ser concluídas nos próximos dias. “Nosso governo trabalhou
duramente, desde o início da pandemia, para ampliar o sistema de atendimento e
garantir que ninguém fique sem tratamento hospitalar por conta da Covid-19. A
estratégia ponderada de gestão do Distanciamento Controlado nos proporcionou fôlego
para preparar a estrutura de saúde para o momento mais crítico da pandemia, que é
agora”, observou o governador em transmissão pelas redes sociais.

“Se não fosse a ampliação, o nosso sistema de saúde já teria colapsado. Só na estrutura
pública, estamos com ocupação de mais de 1,2 mil pacientes internados neste
momento, quando até quatro meses atrás a capacidade do SUS era de 933 leitos.
Ampliamos e vamos continuar ampliando”, afirmou Leite.

A meta, em agosto, é chegar a 1.909 leitos de UTI habilitadas, o que vai representar
aumento de 104,6% – ou seja, mais do que dobrará a capacidade pré-pandemia. Estão
incluídos nesta lista os hospitais de São Jerônimo, na região Carbonífera, e Camaquã, na
Costa Doce.

Após receber 10 respiradores do Ministério da Saúde, 10 bombas de infusão e três
respiradores de transporte do projeto Todos pela Saúde, o Hospital de Caridade São
Jerônimo está abrindo 10 leitos de UTI exclusivos para pacientes com coronavírus.

No Hospital Nossa Senhora Aparecida, de Camaquã, também são 10 leitos de UTI SUS
exclusivos para tratamento de Covid-19 – que são as primeiras unidades de terapia
intensiva do município.

“É a realização de um sonho de muitos anos para a nossa região. Vamos fazer de tudo
para que a comunidade fique bem servida aqui”, afirmou o diretor-presidente do hospital
de Camaquã, José Almiro Chagas de Alencastro, no vídeo gravado na nova UTI e exibido
durante a transmissão.

Com esses novos leitos, são 40 na região Carbonífera/Costa Doce, contabilizando os 10
leitos abertos em Charqueadas e outros 10 em Guaíba. Até que o Ministério da Saúde
faça a habilitação dos novos leitos, o governo do Estado custeará as diárias.

“Não tínhamos nenhum serviço hospitalar com leitos de UTI nessa região e, em menos
de duas semanas, implantamos 40 leitos. Todo esse esforço que o governo está fazendo
focado na diminuição da aceleração de transmissão do vírus precisa ter a retaguarda
necessária. Além disso, será um legado que deixaremos na pós-pandemia e que era
muito necessário nessa região”, destacou a secretária estadual da Saúde, Arita
Bergmann.

• Clique aqui para ver a lista de novos leitos habilitados ou aguardando habilitação por
data e hospital.

21ª região do Distanciamento Controlado

A região Carbonífera/Costa Doce forma uma das 30 Regionais de Saúde definidas pelo
Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems). Para o
modelo de Distanciamento Controlado, o Estado havia agrupado algumas delas
considerando como critério a existência de hospitais de referência para leitos de UTI e
chegou a 20 regiões.

Com a criação dos 40 leitos em Guaíba, Camaquã, Charqueadas e São Jerônimo e
cumprindo com o compromisso do diálogo, o governo decidiu acatar o pedido para
desmembrar a região Carbonífera/Costa Doce da de Porto Alegre, criando a 21ª região
do Distanciamento Controlado.

“Era uma demanda dos prefeitos de que pudessem ser analisados não no contexto da
capital, mas pelos seus próprios indicadores. Vamos validar esta iniciativa com os
municípios nos próximos dias e, se for adequado, teremos a 21ª região a partir da 14ª
rodada (mapa preliminar divulgado em 7 de agosto)”, afirmou Leite.

Pacientes de fora da região

Uma outra mudança vai ser implementada já na próxima rodada, a 13ª, cujo mapa
preliminar será divulgado nesta sexta-feira (31/7). O governo passará a considerar na
análise do Distanciamento Controlado, para cada região, o número de pacientes que
vierem de fora e quantos forem internados fora. Se o saldo impactar nos indicadores do
cálculo final de uma determinada região, não terá a bandeira agravada.

"Ou seja, se uma região iria para bandeira vermelha por ter recebido mais pacientes de
fora do que mandou, ela vai ficar na laranja. Porque a intenção do Distanciamento não é
punir regiões, é estabelecer o distanciamento necessário para evitar que o vírus circule.
E se uma bandeira foi agravada porque está recebendo pacientes de fora, não é por
conta da circulação do vírus naquela região, ou seja, não teria porque aumentar o risco
e as restrições", explicou o governador. ...

Mais uma morte na BR 290 em Eldorado do Sul no trevo de acesso a Charqueadas


Na noite desta quarta-feira (29) um acidente envolvendo um carro e dois ônibus na BR-
290, em Eldorado do Sul, próximo ao trevo de acesso a Charqueadas, causou a morte do
condutor do veículo. A colisão ocorreu por volta das 22h na altura do km 131 da rodovia
quando o condutor do veículo tentou cruzar a BR 290 e foi abalroado pelo Ônibus da
Empresa Louzada que vinha no sentido Capita-Interior. Logo em seguida o veículo foi
atingido também por um ônibus da empresa Unesul que vinha no sentido interior-capital.

Ao chegarmos ao local, constatamos que havia pouca sinalização e iluminação, com o
agravante de que o acesso a BR 290 para que vem de Charqueadas, foi modificado devido
as obras do viaduto na BR 290.

Segundo a PRF o motorista, que morreu na hora, tinha 44 anos e conduzia um Cobalt, com
placa de Porto Alegre. As outras três pessoas que estavam no veículo, a esposa da vítima,
de 43 anos, foi encaminhada com ferimentos a uma unidade de saúde de Eldorado do Sul e
os dois filhos adolescentes do casal, levados em estado grave ao Hospital de Pronto Socorro
(HPS) de Porto Alegre.

A BR 290 teve um bloqueio em meia pista no sentido Interior-Capital, mas o trânsito foi
liberado por volta das 2h desta quinta-feira (30).
...




Edição n° 206 - Agosto 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 206
  • Edição n° 205
  • Edição n° 204







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821