Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 16 de Julho de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31348248


Edicão n° 199 de Janiero de 2020


EDUCAçãO

Seduc planeja ano letivo de 2020 em encontro com coordenadores regionais


A Secretaria Estadual da Educação (Seduc), promove, na quinta e sexta-feira, 16 e 17 de
janeiro, no Auditório Paulo Freire, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), um
encontro com os 30 Coordenadores Regionais de Educação (CREs).

O evento tem o intuito de planejar as mudanças pedagógicas previstas com a implantação do
projeto A Escola Gaúcha, reorganizar o calendário letivo de 2019 afetado pela greve dos
professores e avançar no ajuste da matriz curricular do Novo Ensino Médio e da nova Base
Nacional Comum Curricular (BNCC).

Conforme o secretário da Educação, Faisal Karam, o ano de 2020 será muito importante para
a reorganização pedagógica e financeira da educação no Estado. “Teremos um período de
grandes reformas administrativas que visam amenizar a situação fiscal do Rio Grande do Sul,
permitir mais investimentos para obras e oferecer um plano de carreira mais justo aos
servidores públicos”, explica.

Entre as dimensões propostas pelo projeto A Escola Gaúcha, estão formação integral dos
estudantes, organização curricular, práticas pedagógicas, gestão educacional, valorização dos
profissionais da educação, infraestrutura escolar, avaliação, financiamento e regime de
colaboração com os municípios.

“Temos de estruturar e padronizar as ações do sistema estadual de ensino para avançar nas
políticas educacionais do Rio Grande do Sul”, destaca o diretor do departamento de Educação,
Roberval Furtado.

Para a secretária adjunta de Educação, Ivana Flores, a recuperação do calendário letivo de
2019 é um momento em que o direito de acesso à educação dos alunos precisa ser
devidamente assegurado e fiscalizado pelas Coordenadorias Regionais de Educação (CREs).

“Tenho 32 anos de magistério e acredito que as famílias não podem ser punidas por uma
escolha profissional dos educadores. O artigo 5º da Constituição Federal é bem claro quanto a
esta situação. Sabemos das dificuldades, mas nós, servidores, precisamos ter coerência e
responsabilidade com a sociedade”, afirma.

Programação

Além da palestra do diretor do Departamento de Educação, Roberval Furtado, que detalhou as
novas portarias que regulamentam e padronizam as matrizes curriculares nas escolas
estaduais, a manhã desta quinta (16/1) teve apresentações sobre as regras da Educação
Especial e orientações do Departamento de Tecnologia da Informação sobre o Diário de Classe
On-line.

Durante a tarde e a amanhã de sexta-feira (17/1), as palestras serão dedicadas aos
programas de alfabetização e correção de fluxo: RS Alfabetizado, Aceleração RS e 6º ano, Tô
Chegando!

Presenças

Estiveram presentes ainda assessores das CREs, diretores dos departamentos da Seduc e
representantes das empresas Procergs e MSTech. ...

Governo apresenta proposta para que magistério recupere aulas e finalize greve


Em reunião na sede da Secretaria da Educação (Seduc) nesta quarta-feira (8/1) na capital, o
governo apresentou a representantes do Cpers-Sindicato uma proposta para que o Magistério
recupere as aulas perdidas pela paralisação de professores e finalize a greve iniciada pela
categoria em novembro.

O governo, sensível à condição de professores que ficaram sem receber salário em janeiro,
está oferecendo o pagamento em folha suplementar e, além disso, com o fim da greve, evitar
que fiquem mais um mês sem receber qualquer remuneração.

Conforme explicou o secretário da Educação, Faisal Karam, o Estado está propondo uma
“trégua” no impasse. “Ambos os lados concordam em priorizar os alunos, por isso a urgência
está em recuperar as aulas perdidas e finalizar o ano letivo 2019”, disse o titular da Educação.

A proposta do governo é de pagar o salário da categoria relativo aos dias paralisados de forma
integral em folha suplementar a ser rodada em até cinco dias úteis partir da adesão da
categoria ao acordo.

O desconto proporcional pelos dias paralisados seria feito de forma parcelada ao longo de seis
meses. Quando forem retomadas as aulas para a recuperação dos 25 dias de aulas perdidos
em 2019, o Estado propõe uma nova rodada de negociação para discutir o desconto.

“Na base da confiança, estamos estabelecendo uma trégua ao impasse, priorizando os
estudantes e toda comunidade escolar”, sintetizou o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, que
participou do encontro junto com o procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, a
secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, e integrantes da Seduc.

O Cpers fez questionamentos à proposta e respondeu que irá levá-la para avaliação dos
grevistas em assembleia geral, para então dar a posição oficial da categoria. ...

Segundo período de matrículas da rede estadual começa nesta segunda, dia 6


Começa nesta segunda-feira (6/1), o novo período de ingresso da rede estadual de
ensino para o ano letivo 2020. O prazo, que segue até 17 de janeiro, irá permitir a
inscrição dos alunos nos primeiros anos do Ensino Fundamental e Médio, além de
possibilitar a transferência de estudantes, incluindo os que pertencem à modalidade de
Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O cadastramento do aluno deve ser feito on-line, diretamente no site da Secretaria da
Edução (Seduc): https://educacao.rs.gov.br/inicial. Depois, os pais ou responsáveis por
estudantes menores de 18 anos devem comparecer à escola designada pelo sistema
entre 27 de janeiro e 7 de fevereiro, para confirmar a matrícula.

Na EJA, o período de inscrições e transferências é diferenciado e ocorre entre os dias 6 e
22 de janeiro pelo site da Seduc. O prazo para efetivar a matrícula é entre os dias 3 e 14
de fevereiro.

Documentos

As inscrições e transferências on-line somente serão efetivadas com a matrícula
presencial nas escolas e mediante a entrega dos seguintes documentos:

Certidão de nascimento do aluno e comprovante de escolaridade;
Comprovante de residência do responsável;
Para alunos do 1° ano do Ensino Fundamental, CNS (Cartão Nacional de Saúde), do NIS
(Número de Identificação Social) e atestado de vacinação.
Informações

Mais detalhes podem ser obtidos nas Coordenadorias Regionais de Educação, nas
Centrais de Vagas do interior e na Central de Vagas de Porto Alegre, na Seduc (av.
Borges de Medeiros, 1.501), ou pelo telefone (51) 3288-4888.

Texto: Ascom Seduc ...

Implantação da Rede de Escolas de Governo avança no Estado


Com o propósito de disseminar as trilhas de capacitação dos servidores, a implantação
de uma rede de Escolas de Governo entre diferentes pastas do Poder Executivo avança
no RS. Iniciada em setembro, a implantação da Rede visa aprimorar a oferta de
qualificação e cursos aos servidores.

Como iniciativa da Escola de Governo (EGov) da Secretaria de Planejamento, Orçamento
e Gestão (Seplag), o 3º encontro realizado com esta finalidade reuniu, no Centro
Administrativo Fernando Ferrari (Caff), representantes de oito órgãos.

Na reunião ocorrida em 17 de dezembro, representantes alinharam expectativas para a
construção de um trabalho em rede pautado no fortalecimento das escolas. Para isso,
mapearam pontos relevantes que servirão para a construção do planejamento
estratégico da Rede, tema definido para a primeira reunião de 2020.

De acordo com a coordenadora da EGov, Anelize Davila Ferreira, os encontros são
importantes para alinhar expectativas e desenvolver um trabalho conjunto, que resulte
em valorização ao servidor e qualificação do serviço prestado ao cidadão.

"Estamos em fase de implantação e muito contentes com os avanços obtidos em tão
pouco tempo. É importante salientar o interesse dos representantes de todas as escolas.
Estão todos muito comprometidos para que em breve tenhamos um serviço que atenda
ao desenvolvimento dos servidores e, por consequência, da população", avalia Anelize.

Participaram do 3º encontro para constituição da Rede servidores da Escola Fazendária,
Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP/SGGE), Departamento de Ensino do
Instituto-Geral de Perícias (IGP), Departamento de Ensino da Brigada Militar, Academia
da Polícia Civil, Academia de Bombeiros Militar e da Escola de Serviço Penitenciário.

A próxima reunião está agendada para o dia 21 de janeiro e contará com a participação
da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), sediada em Brasília. ...

Merenda Escolar receberá investimento de R$ 86 milhões no ano letivo de 2020


A partir de 2020 o Estado ampliará a oferta da merenda escolar da Rede, passando a
investir mensalmente R$ 8,5 milhões, o dobro da complementação realizada atualmente, de
R$ 4,3 milhões por mês. O aporte do Governo, que resultará em R$ 86 milhões ao ano,
também qualificará o cardápio oferecido nas escolas do Estado, que passarão a contar com
três refeições salgadas, três porções de frutas e verduras, suco de fruta natural, feijão de
duas a três vezes por semana, além de duas refeições doces.
“Fizemos um esforço importante de otimização de recursos ao longo de 2019, e agora
vamos utilizar esses valores na merenda escolar. Muitas crianças da nossa Rede têm, na
escola, talvez uma das principais refeições do dia. O Governo é sensível a isso. Estamos
cientes que precisamos melhorar também as estruturas dos refeitórios, há escolas sem essa
estrutura, mas é um caminho que estamos construindo”, destaca o secretário estadual da
Educação, Faisal karam. Desde 2016, o Governo do Estado complementa os recursos
oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para escolas com até 400
alunos e com 1000 h de Ensino Médio. A partir de 2020, a oferta será para todas as
escolas, não distinguindo por modalidades, como era anteriormente. ...




Edição n° 199 - Janiero de 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 205
  • Edição n° 204
  • Edição n° 203







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821