Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 30 de Março de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31081977


Edicão n° 161 de Novembro 2016


EDUCAçãO

Rio Grande do Sul conquista recorde de medalhas nas Paraolimpíadas Escolares


A delegação gaúcha conquistou 41 medalhas nas Paraolimpíadas Escolares 2016, evento oficial
do Comitê Paraolímpico Brasileiro, que reuniu 903 jovens paratletas de 12 a 17 anos
representando 25 estados brasileiros e o Distrito Federal. Na oitava edição do evento, o RS
atingiu um recorde de medalhas, superando a maior marca anterior que era de 30 medalhas
conquistadas nos Jogos de 2015. A delegação, formada por 59 pessoas, das quais 36 paratletas,
foi coordenada pela Secretaria do Turismo, Esporte e Lazer. Os representantes do RS haviam
sido selecionados pelo Campeonato Paradesportivo Estudantil do Rio Grande do Sul, no mês de
julho em Santa Cruz do Sul.
Das 41 medalhas gaúchas nas Paraolimpíadas Escolares 2016, 18 são de ouro, 14 de prata e 9
de bronze. Destas, 25 foram obtidas no atletismo, 12 na natação, duas no judô, uma na bocha e
uma no tênis de mesa. Além destas conquistas, dois paratletas do RS foram convocados para as
seleções nacionais das suas modalidades: Anderson Wassian da Silva no judô e Alexandre da
Silva Barbosa na natação.
O Estado de São Paulo foi o campeão geral das Paraolimpíadas Escolares 2016. O estado se
tornou o maior vencedor do evento, com quatro títulos (2009, 2011, 2015 e 2016). O vice-
campeonato desta edição ficou com Santa Catarina, e o terceiro lugar, com Rio de Janeiro. Para
definir o campeão de cada edição, são levados em consideração o número de medalhas e índices
técnicos de atletas da delegação.

Para o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, os dias de
competição deixaram todos orgulhosos tanto pelo desempenho de alguns atletas, quanto pelo
espírito esportivo dos envolvidos. "Não apenas uma delegação sai vitoriosa daqui, mas todos os
903 inscritos voltam para suas casas como vencedores. Sem dúvidas temos uma geração muito
boa que competiu neste ano. O esporte é fundamental na vivência deles e tenho certeza que
vão manter nas suas vidas", observou Parsons. A competição teve disputas em oito
modalidades: atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa e tênis em
cadeira de rodas. O RS competiu e medalhou em cinco modalidades: atletismo, natação, judô,
bocha e tênis de mesa.
...

Reforma do ensino médio é debatida no programa Frente a Frente


O programa Frente a Frente deste domingo (30), às 21h30, recebe o secretário de Educação,
Luís Antônio Alcoba de Freitas, para debater as reformas no ensino propostas pelo governo
federal e como o estado se prepara para as mudanças.

Também participam do programa os jornalistas Paulo Gilvani Borges, diretor-geral da Agência
Radioweb; Gabriela Lerina, repórter da TV Bandeirantes; e Vera Nunes, editora assistente de
Ensino do Correio do Povo. O programa também pode ser conferido via streaming e na quinta
(3), às 22h. ...

Educação recebe maior investimento em 10 anos no Rio Grande do Sul


Mesmo diante das dificuldades financeiras enfrentadas pelo governo do Estado, o investimento
em educação é permanente, e em 2015, chegou a 33,7% da receita líquida arrecadada em
impostos, o que representa R$ 727,6 milhões em recursos. A aplicação é a maior em 10 anos.
Neste ano, os investimentos seguem no mesmo patamar. Na área de infraestrutura, já foram
contratadas 696 obras, ao custo de R$ 57 milhões.

Para acelerar a execução das melhorias, a Secretaria da Educação descentralizou a
contratação dos serviços em 510 casos. Com isso, a responsabilidade de aplicar os recursos
foi compartilhada com as direções de escolas.

Outro investimento significativo foi na compra de mobiliários. Alunos e professores receberam
80 mil conjuntos de mesas e cadeiras, por meio de um convênio de R$ 15 milhões firmado
com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Mais R$ 20 milhões da Consulta Popular serão utilizados na aquisição de utensílios e
equipamentos, que as escolas definiram como prioridade. O material servirá para melhorar os
serviços em laboratórios ou cozinhas, entre outros setores.

Na escola Maria Cristina Chika, localizada na Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, os
investimentos ajudaram a construir um novo prédio para a instituição. "Começamos do zero. É
uma escola totalmente nova, com ginásio de esportes e novas salas de aula. Estamos
ansiosos para iniciarmos esta nova etapa, é algo que esperamos desde 2014, quando as obras
começaram", afirma a diretora Ivelise Camboim.
Hoje, a instituição abriga 740 alunos em nove salas de aula, do 1ª ao 9ª ano do ensino
fundamental. A falta de espaço para o aprendizado fez com que a escola se organizasse em
quatro turnos para atender aos estudantes. Desta forma, a escola não consegue atingir o
número mínimo de quatro horas de aula diárias. Com o novo prédio, o problema será
resolvido com 15 salas de aprendizado, laboratórios de informática e ciências, além de
elevador para acessibilidade.
Após a conclusão, a antiga estrutura servirá para salas de oficinas recreativas, brinquedoteca
e de recursos para atividades psicomotoras. Uma horta colaborativa também está nos planos,
além de formaturas e gincanas no novo espaço esportivo.
Caroline Souza de Souza, 12 anos, é uma das alunas que aprovam a nova estrutura escolar.
Segundo ela, a turma está empolgada com a mudança de prédio. "Vamos ter um recreio mais
divertido com espaço para conversar e brincar. Estudo aqui desde criança e lembro da
estrutura ser precária e com salas apertadas. Com o novo prédio será muito melhor", conta.
... ...




Edição n° 161 - Novembro 2016

Selecionar Edição
  • Edição n° 201
  • Edição n° 200
  • Edição n° 199







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821