Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 25 de Setembro de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31547144


Edicão n° 204 de Junho 2020


ARTIGO

Diante da pandemia saiba como fugir de crenças limitantes que impedem o sucesso


Pensando exatamente no ano de 2020, em que todos vivemos grandes desafios
emocionais, financeiros, de saúde e profissionais é importante reconhecer quais são as
crenças limitantes que há dentro de nós e definitivamente virar o jogo na vida para
transformar sonhos e objetivos em realidade.

Quando desistimos de algo simplesmente porque não achamos que somos capazes, isso
se chama crença limitante. Alguns exemplos são as famosas frases: “Eu não consigo”,
“Não tenho mais idade pra isso”, “É tarde demais”, “Eu não tenho tempo”, “Eu não sou
bom nisso” e ainda daria para exemplificar dezenas de frases desse tipo.

As crenças são programações inseridas em nosso cérebro desde quando nascemos, com
tudo que víamos, ouvíamos e sentíamos. Todas as experiências foram gravando
aprendizados em nossa mente, que podem ser positivos ou não. E a crença limitante
não nos dá nenhum benefício, pelo contrário, apenas nos tira, e quando isso acontece,
acabamos vivendo uma vida cheia de frustrações e muito abaixo do nosso potencial. Por
isso, vou traçar alguns caminhos para fazer desse tempo de isolamento social o cenário
perfeito para reverter esses pensamentos negativos em conquistas positivas:

- Não tenha medo de falhar. Infelizmente vivemos em uma sociedade que cultua o
sucesso e rejeita o erro, criando um medo de falhar que só trava o desenvolvimento das
pessoas e as mantêm onde e como estão. O medo por si só pode ser um problema
quando ele nos inibe de fazer algo. Há inúmeros casos de profissionais que se tornam
vitoriosos após fracassarem diversas vezes. Walt Disney, Steve Jobs, a escritora J. K.
Rowling são apenas alguns exemplos de que sem insistência não é possível colher
frutos. Portanto, quando o medo nos limita é preciso encará-lo e tratar para equilibrá-lo
em nossas vidas.

- Saia da Zona de Conforto. Mova-se. As crenças limitantes podem ser a mais diversas e
elas mudam de indivíduo para indivíduo. Já a zona de conforto é um estado mental de
autopreservação, no qual o indivíduo procura fugir dos pensamentos e ações que
provocam algum tipo de medo, ansiedade ou risco. Partindo do princípio de que essas
crenças foram identificadas, agora é preciso revertê-las:

Questione suas crenças. Eu sempre pensei dessa forma? Essa crença está me ajudando
a progredir? Eu estou feliz vivendo desta maneira? Responda com sinceridade. O que é
menos ruim: falhar ou nunca tentar? Se pudesse dar a uma criança somente um
conselho, qual seria? Seu maior sonho, em algum momento, se tornou realidade? Se
não, qual seria o obstáculo? Escolha algo novo em que acreditar, algo que irá ajudar a
melhorar a sua vida, pois enquanto você não mudar as suas crenças, o ciclo se repetirá.

Em tempos de pandemia, em que muitos estão em casa não apenas para evitar a
aglomeração que contribui para a disseminação do vírus, mas porque foram demitidos,
ou realizam serviços que não podem ser executados no home office, fica um desafio: a
reflexão se o que está fazendo é o que o motiva e o realiza, ou se é só para
sobrevivência. Ninguém deveria passar por essa vida sem fazer aquilo que realmente
deseja e cumprir a missão de vida. Por isso, faça desse período, um momento para
buscar em você o que realmente importa, fazendo uma reprogramação mental para
eliminar tais pensamentos negativos que paralisam.

- Coloque em prática. Você está realmente decidido a trocar crenças que limitam por
outras que potencializam? Um trabalho infeliz por outro que o motive a acordar cedo?
Falta de dinheiro e brigas familiares por abundância e harmonia dentro e fora de casa? É
importante então se olhar com honestidade e firmeza para entender quais são os seus
pontos positivos e negativos, e perceber o que, de fato, você precisa transformar para
alcançar prosperidade e abundância.

Em resumo é preciso que se viva menos na teoria e mais na prática. Reconhecer
situações e ambientes que influenciam no desenvolvimento através da autoconsciência e
depois focar no que realmente fará diferença na mudança pela qual pretende passar,
colocando em xeque conceitos e, principalmente, pré-conceitos. Assuma a força de
dirigir a sua vida e seja feliz!

Artigo de Opinião: Eduardo Volpato

Fonte: PlayPress
...




Edição n° 204 - Junho 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 206
  • Edição n° 205
  • Edição n° 204







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821