Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 24 de Outubro de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31638846


Edicão n° 208 de Outubro 2020


Sete regiões estão em bandeira vermelha na 19ª rodada do Distanciamento Controlado
12/09/2020

Na semana em que o Estado completa seis meses desde a notificação do primeiro caso
de coronavírus, em 10 de março, o modelo de Distanciamento Controlado chega à 19ª
rodada. O mapa preliminar traz sete regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico
alto para Covid-19). As outras 14 regiões estão em bandeira laranja (risco
epidemiológico médio).

Além de Porto Alegre, Erechim e Palmeira das Missões – três regiões que já estavam em
bandeira vermelha e se mantiveram nesta rodada –, os indicadores apontaram piora em
outras quatro regiões. Santa Maria, Guaíba, Passo Fundo e Caxias do Sul completam as
sete regiões classificadas em vermelho neste mapa preliminar.

Em todo o Rio Grande do Sul, houve queda em alguns indicadores, como hospitalizações
(-7%) e internados em leitos clínicos (-14%). Ocorreu também estabilização no número
de leitos livres.

Como houve um aumento dos pacientes internados por outros motivos, a razão de leitos
livres para cada ocupado por Covid-19 apresentou leve queda, mantendo-se abaixo de
um leito livre para cada ocupado, o que exige cautela para não permitir novas
acelerações no número de internações pela doença no Estado.

Desde a 14ª rodada está vigente o modelo de cogestão, no qual as regiões Covid podem
adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas no
mínimo iguais à bandeira anterior. Para tanto, precisam elaborar planos estruturados
próprios aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe
técnica. Das sete regiões em vermelho, somente Santa Maria e Guaíba não
apresentaram um protocolo próprio de cogestão.

Até as 18h desta sexta-feira (11/9), 17 regiões haviam aderido à cogestão: Capão da
Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí,
Santa Rosa, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Cachoeira do
Sul, Santa Cruz do Sul, Lajeado e Erechim.

Os documentos devem ser encaminhados para o Gabinete de Crise exclusivamente via
formulário eletrônico, com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência do
plano, no endereço https://bit.ly/formulariocogestao.

O pedido de reconsideração à classificação da bandeira, que pode ser feito via
associação regional ou pelo próprio município, também deverá ser encaminhado
exclusivamente por meio de formulário eletrônico, no site
https://forms.gle/HGJZPRmaejPxmr4NA, no prazo máximo de 36 horas após a
divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo (13/9).

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será
divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira
(14/9), por meio de notícia publicada no site do governo do Estado. A vigência das
bandeiras da 19ª rodada começa à 0h de terça-feira (15/9) e se encerra às 23h59 de
segunda-feira (21/9).

Municípios podem adotar bandeira laranja

Conforme o mapa preliminar da 19ª rodada, 253 municípios (do total de 497) estão
classificados em bandeira vermelha, somando 5.753.746 habitantes, ou seja, 50,8% da
população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

Desses, 115 municípios (501.855 habitantes, 8,7% do RS) podem adotar protocolos de
bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro
de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie
um regulamento local.

Alertas

Chamou a atenção da equipe que monitora o modelo um forte crescimento nas
hospitalizações por Covid-19 em pelos menos seis regiões – Santa Maria (117,4%),
Santa Rosa (85,7%), Cachoeira do Sul (50%), Bagé (37,5%), Guaíba (21,9%) e Santo
Ângelo (20,7%).

Ajustes em indicadores

A atual fase da pandemia, na qual a ocupação de leitos de UTI por Covid-19 indica um
estágio de estabilização, permitiu, nesta semana, uma revisão de dois indicadores do
Distanciamento Controlado que medem a capacidade de atendimento da rede hospitalar.
Nas primeiras semanas do modelo de bandeiras, para que uma região alcançasse a
classificação amarela, por exemplo, era preciso apresentar sempre um número maior de
leitos de UTI livres do que na semana anterior (tanto na região quanto no Estado como
um todo).

No esforço para ampliar a capacidade instalada, o governo do Estado conseguiu dobrar o
total de leitos de UTI disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje, são 1.856
unidades habilitadas – no início da pandemia, eram 933 leitos. Diante da estabilidade de
ocupação por Covid-19 nos últimos dias, se percebe agora um aumento de pacientes em
UTI por outras razões (a ponto de reduzir o número de leitos livres), atendendo parte da
demanda reprimida durante os meses anteriores. Ou seja, há possibilidade de haver
redução de leitos livres de UTI mesmo que a pandemia se mostre estável.

No formato que vigorou até a 18ª semana do modelo, essa situação poderia representar
aumento de regiões sob bandeira vermelha, mesmo sem uma maior ocupação de leitos
e de hospitalizações por Covid-19. O ajuste específico nesses dois indicadores
estabeleceu novos parâmetros de redução dos leitos de UTI livre para classificações de
bandeira: amarela (até 10%), vermelha (até 17,5%), vermelha (até 25%) e preta
(acima de 25%).

• Clique aqui e acesse a nota técnica com as justificativas de classificações das regiões.

RESUMO DA 19ª RODADA

Regiões que apresentaram piora (4)
LARANJA > VERMELHA
- Santa Maria
- Guaíba
- Passo Fundo
- Caxias do Sul

Regiões que apresentaram melhora (5)
VERMELHA > LARANJA
- Capão da Canoa
- Novo Hamburgo
- Canoas
- Santo Ângelo
- Cruz Alta

Regiões que permanecem iguais (12)
VERMELHA (3)
- Porto Alegre
- Palmeira das Missões
- Erechim

LARANJA (9)
- Taquara
- Santa Cruz do Sul
- Lajeado
- Ijuí
- Santa Rosa
- Uruguaiana
- Pelotas
- Bagé
- Cachoeira do Sul

REGIÕES EM COGESTÃO (17)
- Capão da Canoa
- Taquara
- Novo Hamburgo
- Canoas
- Porto Alegre
- Santo Ângelo
- Cruz Alta
- Ijuí
- Santa Rosa
- Palmeira das Missões
- Passo Fundo
- Pelotas
- Caxias do Sul
- Cachoeira do Sul
- Santa Cruz do Sul
- Lajeado
- Erechim

DESTAQUES DA 19ª RODADA

• número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave
(SRAG) de confirmados Covid-19 reduziu 7% entre as duas últimas semanas (de 1.067
para 997);

• número de internados em UTI por SRAG ficou praticamente estável no Estado entre as
duas últimas quintas-feiras (de 910 para 917);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 14% entre as
duas últimas quintas-feiras (de 935 para 803);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS ficou praticamente estável
entre as duas últimas quintas-feiras (de 710 para 713);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 3% entre
as duas últimas quintas-feiras (de 598 para 583);

• número de casos ativos aumentou 3% entre as duas últimas semanas (de 9.799 para
10.066);

• número de óbitos por Covid-19 aumentou 7% entre as duas últimas quintas-feiras (de
317 para 340).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete
dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (278), Caxias do Sul (117),
Passo Fundo (92), Canoas (84) e Novo Hamburgo (52).

Comparação entre 13 de agosto e 10 de setembro

• número de novos registros de hospitalizações confirmados Covid-19 reduziu 11% no
período (de 1.126 para 997);

• número de internados em UTI por SRAG reduziu 4% no Estado no período (de 958
para 917);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 17% no período
(de 964 para 803);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 1% no período
(de 723 para 713);

• número de casos ativos aumentou 135% no período (de 7.469 para 10.066);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3% no
período (de 567 para 583);

• número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias reduziu 4% no período (de
353 para 340).






Edicão n° 208 de Outubro 2020
15/10/2020 - Escolas da rede pública estadual iniciam retomada de atividades presenciais a partir da próxima terça, dia 20
15/10/2020 - Estado e Ministério da Saúde discutem distribuição da vacina contra a Covid-19
15/10/2020 - Hemocentro do Estado precisa de doações de sangue com urgência
15/10/2020 - Roubo de veículos cai 39,8% em setembro e fica abaixo de 500 casos pela primeira vez no RS
05/10/2020 - RS mantém uma região com bandeira vermelha na 22ª semana do Distanciamento Controlado
05/10/2020 - Secretaria da Saúde inicia curso de cuidadores de idosos com duração de 80 horas/aula
05/10/2020 - Mobilização já devolveu 165 respiradores consertados a hospitais gaúchos
05/10/2020 - RS habilita mais 78 leitos de UTI adulto para atendimento da Covid-19
05/10/2020 - Expointer Digital 2020 deixa legado para próximas edições
05/10/2020 - Live explica regras de participação do 1º Festival Cinema Negro em Ação
05/10/2020 - Turismo gaúcho: crise e oportunidade
05/10/2020 - Prefeitura mantém suspensão das aulas presenciais até o dia 31 de outubro
05/10/2020 - Boletim de Atualização sobre Covid-19 em Eldorado do Sul
05/10/2020 - Guaíba é tema de livro
05/10/2020 - Boletim Atualização Covid-19 em Butiá
05/10/2020 - Boletim Covid 19 em Charqueadas
05/10/2020 - DNIT executa serviços de manutenção nas BRs 290, 116, 470 e 471/RS
05/10/2020 - Inauguração de nova unidade e exposição sobre as origens do Hospital Moinhos de Vento marcam os 93 anos da instituição
01/10/2020 - Relação da COVID-19 e com as manifestações na pele é destaque em palestra online



Edição n° 208 - Outubro 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 208
  • Edição n° 207
  • Edição n° 206







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821