Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 27 de Fevereiro de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30996888


Edicão n° 200 de Fevereiro 2020


Pesquisa descobre como aproveitar resíduos vegetais para extrair substância para produtos diet
05/08/2019

Um processo para extrair a substância inulina de resíduos de palmeiras foi patenteado por
grupo de pesquisa formado pelo Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da
Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (DDPA/Seapdr) e a Universidade
Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). A inulina é uma fibra solúvel com propriedades
adoçantes e espessantes. Como não é absorvida pelo organismo humano, é muito utilizada na
indústria alimentícia para produção de sorvetes e iogurtes dietéticos, além de ser consumida
como prebiótico, ou seja, para estimular e beneficiar a flora intestinal.

A patente é resultado de um projeto de pesquisa conduzido em 2004 pela então Fepagro e
pela Ufrgs, com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) liberados por
intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).
“Era um edital específico para apoio à pesquisa nas empresas e, dos projetos vencedores,
éramos o único da área agropecuária”, relembra a pesquisadora Maria Helena Fermino.

O grupo de pesquisa se associou à empresa Natusol, produtora de palmito em conserva, que
apresentou o problema: o que fazer com os resíduos que sobram da extração do palmito?
“Para se ter uma ideia, para conseguir 500 gramas de palmito, há uma sobra de 12 quilos de
tronco, fora as folhas da palmeira”, exemplifica Maria Helena.

A meta inicial era passar os resíduos por uma hidrólise ácida para extração de um xarope de
glicose, e as fibras restantes seriam utilizadas como substrato para plantas. Foi na análise
química desse xarope, realizada na Ufrgs, que se descobriu uma quantidade de inulina muito
superior ao que é conseguido no método tradicional para extração dessa substância, nas
raízes da chicória ou da alcachofra.

“Com 100 gramas de matéria seca conseguimos extrair 30 gramas de inulina, enquanto em
100 gramas de chicória ou da alcachofra fica em menos de 1%. É um processo realmente
inovador, com um material descartável, um lixo gerado pela extração do palmito, foi uma
surpresa gratificante para nós”, afirma Reinaldo Simões Gonçalves, professor do
departamento de Físico-Química da Ufrgs.

O grupo também conseguiu provar que resultados similares podem ser obtidos com outras
plantas que tenham hemicelulose na sua composição, desde que sejam submetidas ao mesmo
método de hidrólise ácida aplicado no resíduo das palmeiras. Os pesquisadores testaram o
procedimento, com sucesso, utilizando capim elefante e bananeira.

Aproveitamento integral

O método para obtenção de inulina, motivo da patente conquistada, foi algo acidental para o
projeto. Nas metas previstas, a pesquisa se mostrou bem-sucedida. “Com a hidrólise ácida
conseguimos inulina, e as fibras secas que sobraram após a hidrólise funcionaram muito bem
como substrato para plantas e cogumelos. Além disso, propusemos ao produtor a utilização
das folhas da palmeira como ração animal e também deu certo, foi bem aceito pelo gado”,
detalha Gonçalves.

O resultado final é um processo que aproveita integralmente os resíduos da extração do
palmito. “Acho que a grande lição é que não existe projeto de pesquisa insignificante ou
pequeno demais. Mesmo um estudo com metas simples, como foi o nosso, pode levar a
grandes descobertas”, finaliza Maria Helena.






Edicão n° 200 de Fevereiro 2020
14/02/2020 - Galeria da Penitenciária de Arroio dos Ratos passa por operação de revista
14/02/2020 - Operação afasta prefeito, secretários e vereador por suspeita de crimes licitatórios
14/02/2020 - Ex-presidente de Câmara de Vereadores é condenados a 04 anos de reclusão por fraude em concurso público
14/02/2020 - Acidente com morte na BR 290 próximo ao Posto do Roque
13/02/2020 - Para curtir a praia com as crianças em segurança
13/02/2020 - Saiba o que é preciso observar nas pintas da pele
13/02/2020 - Parque Itapuã inicia última fase do projeto-piloto de reabertura das praias
13/02/2020 - Ações educativas e fiscalização marcam atuação da Balada Segura no Litoral
13/02/2020 - Universidade Estadual recebe inscrições para cursos de especialização
13/02/2020 - Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo já pode ser impresso em casa
13/02/2020 - Calendário Esportivo 2020 é divulgado pela Prefeitura de Butiá
13/02/2020 - Transporte Escolar Consciente. Seminário pioneiro da Prefeitura de Guaíba sobre a segurança das crianças.
13/02/2020 - Nova etapa de vacinação contra o Sarampo
13/02/2020 - Circuito Verão Sesc terá Futevôlei em Guaíba
13/02/2020 - Passe Livre Estudantil
05/02/2020 - Delações Premiadas e prisões preventivas
05/02/2020 - Como diferenciar doenças respiratórias comuns de um eventual caso de gravidade do coronavírus
05/02/2020 - Qualificação com solidariedade em Sapiranga
05/02/2020 - Ajorsul apoia campanha de conscientização contra óculos falsificados
05/02/2020 - Iniciam as obras da Havan em Guaíba
05/02/2020 - Encontro com os coordenadores regionais organiza início do ano letivo de 2020
05/02/2020 - Plano de monitoramento do coronavírus é apresentado aos coordenadores regionais da Saúde
05/02/2020 - Rodeio de Charqueadas está próximo
05/02/2020 - Prefeitura de Charqueadas abre Processo Seletivo Simplificado de Estagiários para Monitoria Educacional e Digital
04/02/2020 - Comprovação do direito da Aposentadoria Especial
04/02/2020 - O que fazer quando acontecem os pequenos ferimentos em crianças
03/02/2020 - Música auxilia no tratamento de pacientes com câncer
03/02/2020 - Dia 5 de maio é último prazo para o recadastramento biométrico para os eleitores de Eldorado do Sul
02/02/2020 - Agentes Comunitários realizam atualização de cadastros
01/02/2020 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/02/2020 - Farmácia do Noel
01/02/2020 - Serviço de Contabilidade
01/02/2020 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/02/2020 - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos



Edição n° 200 - Fevereiro 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 200
  • Edição n° 199
  • Edição n° 198







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821