Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 22 de Setembro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30152956


Edicão n° 195 de Setembro de 2019


Redução da mortalidade infantil avança no Rio Grande do Sul
02/08/2019

O Rio Grande do Sul caminha para ter uma taxa de mortalidade infantil que se consolide
abaixo do coeficiente de dez mortes a cada mil nascidos vivos. Porém, para melhorar os
indicadores, tem como grande desafio cuidar melhor da saúde das mães e dos recém-
nascidos.

Os óbitos de crianças menores de um ano apresentam uma maior concentração em causas
evitáveis por conta da inadequada atenção à mulher na gestação, sendo essa proporção um
pouco maior no Estado do que no Brasil. É o que aponta um estudo divulgado pela Secretaria
de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) nesta quarta-feira (31/7) que traça um
panorama sobre as metas fixadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para garantir
melhor saúde e bem-estar da população.

Números preliminares indicam que a taxa de mortalidade infantil no Rio Grande do Sul fechou
2018 em 9,67 casos para cada mil nascimentos, o que se aproxima em muito do coeficiente
de 9,50 estabelecido para ser alcançado até o final deste ano. Dados já consolidados de 2017
colocam o Estado com uma mortalidade infantil em números bem mais favoráveis em relação
ao cenário nacional: 10,07 casos para cada conjunto de mil nascidos vivos, sempre
considerando também os óbitos neonatais (até 28 dias após o parto). O Brasil conseguiu
recuar para 12,39 a taxa em 2017 (era de 12,72 no ano anterior).

Quando se considera o cenário da mortalidade na infância (crianças de até cinco anos,
portanto mais abrangente), os números do Rio Grande do Sul se mantiveram praticamente
estáveis desde 2015. Este é o critério de avaliação sobre algumas das metas fixadas pela ONU
através dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS 3). Em 2017, com uma taxa de
11,92, ficava atrás apenas do Paraná (11,79) e de Santa Catarina (11,39), sendo o terceiro
Estado com melhor desempenho no Brasil. Estes indicadores mostram que o RS tem boas
chances de alcançar a meta que o país se comprometeu a atingir em 2030 (taxa de 8). O que
serve de alerta, no entanto, é que o RS chegou a ocupar o segundo lugar dois anos antes.

“O estudo tem uma importância grande para criarmos uma cultura de prestação de contas
sobre as políticas públicas e o quanto precisamos qualificar os serviços”, destacou o
secretário-adjunto de Planejamento e Orçamento da Seplag, Gilberto Pompilio de Melo Filho.
Ele observa que esses indicadores servirão de referência para as prioridades dos próximos
anos. “O governo está encaminhando nesta semana a proposta do Plano Plurianual (PPA 2020-
2023), em que o desafio está em integrar estas políticas da saúde e de outras áreas que
afetam as metas”, acrescentou.

Desenvolvida pelos analistas pesquisadores Daiane Menezes e Guilherme Risco, que integram
o Departamento de Economia e Estatística (DEE), a avaliação sobre algumas das metas
fixadas pelos ODS 3 incluiu ainda as situações que levam crianças a morrer antes de um ano
de idade por causas evitáveis. Eles ressaltam a importância de programas como o Primeira
Infância Melhor (PIM), que tinha perto de 54 mil famílias atendidas no final de 2018. A meta e
chegar a 60,2 mil ao final deste ano.

Um dos indicadores com resultados positivos que o estudo aponta se refere à taxa de gravidez
na adolescência. Uma das metas é assegurar acesso universal aos serviços de saúde sexual e
reprodutiva, incluindo planejamento familiar e mais informações sobre o tema. O RS tem uma
situação mais favorável na comparação com as taxas nacionais, bem como em relação aos
demais estados da região Sul. Em 2017, registrou 17.574 casos de mães adolescentes a cada
mil (entre 15 e 19 anos), ao passo que o Paraná (também com uma população de pouco mais
de 11 milhões de habitantes) teve 21.444 adolescentes grávidas.

Cobertura vacinal
O estudo mostra também que o Rio Grande do Sul segue uma tendência nacional e perigosa
em termos de queda na cobertura vacinal. Uma série histórica com informações do Ministério
da Saúde mostra que as imunizações aplicadas (percentual da população vacinada) passou a
cair a partir de 2013 para doenças como hepatite B e poliomielite, entre outras doenças.

Este comportamento explica, em parte, os casos de mortes por doenças transmissíveis, como
são os casos, além da hepatite, da tuberculose e da dengue. Uma das metas dos ODS 3 é
acabar com as epidemias de doenças transmissíveis, o que inclui aids e malária. Em 2017, o
RS teve 8,8% dos óbitos por causas evitáveis como decorrência de doenças infecciosas, um
pouco abaixo dos 9,2% verificados no país.

Suicídios aumentam
Outro alerta do estudo é para os casos de morte por doenças não transmissíveis, com maior
incidência na população adulta. Os óbitos por causas evitáveis na faixa entre 20 e 59 anos
(doenças cardiovasculares, neoplasia, doenças infecciosas, causas externas, entre outras)
chegam a atingir patamares de 49,4% dos falecimentos. A mortalidade prematura por
doenças não transmissíveis fica cinco pontos percentuais acima da média nacional.

Neste aspecto, é preocupante a escalada de casos de suicídio no Estado e no país. Em 2017, a
taxa de suicídios no RS chegou a 11.65 casos por 100 mil habitantes (1.349 mortes), sempre
com viés de alta nos últimos três anos.

Menos mortes nas estradas
O RS vem conseguindo diminuir o número de mortes no trânsito desde 2010, antes mesmo do
desafio de atender a uma das metas da ONU de reduzir pela metade os casos fatais e de
feridos até 2020. Mesmo com uma pequena oscilação em 2017 (16,42 mortes por 100 mil
habitantes), o Estado tem indicadores mais positivos na comparação com os vizinhos do Sul.
Com este comportamento histórico, o RS hoje é o 8º entre os estados brasileiros com menor
taxa de mortalidade de acidentes de trânsito.

Além das metas definidas nos ODS 3, o estudo elaborado pelo Departamento de Economia e
Estatística buscou analisar também os resultados das ações definidas como prioritárias pelo
governo no Plano Plurianual 2016-2019, tanto nas ações de preventivas da saúde, como de
educação para um trânsito mais seguro.






Edicão n° 195 de Setembro de 2019
19/09/2019 - Projeto Futuro terá cursos de desenvolvimento de jogos e edição de vídeos em Butiá
19/09/2019 - Inscrições do 2º Concurso “Poemas Lá e Cá” abrem na segunda-feira (23)
19/09/2019 - Profissionais da Escola de Futebol do Grêmio acompanharam treino do Projeto Futuro em Butiá
19/09/2019 - Coluna da OAB/RS
19/09/2019 - “Jamais faríamos uma venda a qualquer preço”, diz Leite ao anunciar cancelamento de negociação de ações do Banrisul
19/09/2019 - Percentual de famílias endividadas permanece elevada, aponta Fecomércio-RS
19/09/2019 - Prefeitura de Butiá concede área para ampliação de empresa
19/09/2019 - União Estável e Pensão por Morte
19/09/2019 - Campanha do Agasalho 2019 é encerrada com mais de 1,4 milhão de donativos arrecadados
19/09/2019 - Experiências com plantas medicinais na saúde pública são apresentadas em Santa Cruz do Sul
19/09/2019 - "Viagem Segura da Revolução Farroupilha" se estende de quinta até domingo
19/09/2019 - Operação já identificou 76 hectares de desmatamento no RS
19/09/2019 - 27° Acampamento Farroupilha de Eldorado do Sul tem baile da Terceira Idade
19/09/2019 - Apresentação de Grupo de Danças Folclóricas no Acampamento Farroupilha
19/09/2019 - Desfile de 20 de setembro acontece neste sábado em Guaíba
16/09/2019 - Escola aposta na tecnologia para atrair estudantes e abrir portas do mercado de trabalho
16/09/2019 - Acordo entre municípios garante UTI Móvel do Samu na Costa Doce
16/09/2019 - Por ordem judicial, processo de habilitação segue inalterado no RS
16/09/2019 - Prefeito tem mandato cassado por cometer crimes de prevaricação e subtração de documentos
16/09/2019 - 36 municípios gaúchos passarão a ter mais segurança
12/09/2019 - Retirada de aparelhos celulares é alvo de revista de agentes da Penitenciária Estadual de Charqueadas
12/09/2019 - Presídio de Palmeira das Missões passa por revista geral
12/09/2019 - Porto Alegre registra queda de 61,9% nos homicídios no mês de agosto
12/09/2019 - Rio Grande do Sul registra os primeiros casos de sarampo em 2019
12/09/2019 - Obras do DMAE na ponte sobre o Saco da Alemoa nesta sexta-feira (13) causarão estreitamento de pista na BR 290
12/09/2019 - Coluna da OAB/RS
12/09/2019 - Lançada campanha para prevenção ao uso de álcool na gestação
11/09/2019 - Governador em exercício, Ranolfo é paraninfo de turma de 156 bombeiros
11/09/2019 - Frente Parlamentar no RS vai atuar em Defesa das Pessoas com Doenças Raras
11/09/2019 - Você anda procrastinando as dívidas da empresa?
11/09/2019 - Influência da genética no câncer de mama e de ovário é debatida no Moinhos de Vento
11/09/2019 - Relação entre espiritualidade e prática médica é discutida em simpósio
10/09/2019 - Mais de trezentos mil condutores já utilizam a Carteira de Habilitação Digital no RS
10/09/2019 - IGP realiza trabalho científico de ponta na segurança pública
10/09/2019 - DetranRS abre inscrições para curso a distância de educação para o pedestre
10/09/2019 - Jardim Botânico comemora 61 anos com programação especial
10/09/2019 - Redes sociais, jogos eletrônicos e comportamento suicida são temas de seminário
10/09/2019 - MP participa de audiência pública sobre eleições para conselheiros tutelares
10/09/2019 - Acampamento Farroupilha em Guaíba inicia no dia 12
10/09/2019 - Guaibense é campeão do Mercosul em levantamento de peso
10/09/2019 - Prefeitura moderniza sistema de gestão e gera economia de pelo R$ 1,5 milhão
10/09/2019 - SMTTI realiza ação no posto da PRF
10/09/2019 - SMAST realiza evento "Oportunidade de Emprego"
10/09/2019 - Programação do Porto Alegre Em Cena abre nesta terça-feira
10/09/2019 - Campanha solidária busca reduzir fila de consultas oftalmológicas
10/09/2019 - Planejamento Estratégico e os fatores imateriais
10/09/2019 - Radares móveis desligados: calamidade à vista
10/09/2019 - Butiá realiza 10º Conferência Municipal de Assistência Social
10/09/2019 - Desfile Cívico de Butiá ocorreu na sexta-feira (06).
10/09/2019 - Campanha alerta para importância de procedimentos serem feitos por médicos
10/09/2019 - Novas tecnologias são tema de encontro de estudantes da graduação, residentes e jovens geneticistas
10/09/2019 - Hospital Moinhos de Vento ganha prêmio na área de gestão de pessoas
10/09/2019 - O poder das conexões
06/09/2019 - Daer lança licitação para estações rodoviárias em São Jerônimo e mais 13 municípios do RS
06/09/2019 - Semana da Pátria é aberta oficialmente em Butiá
06/09/2019 - Moradores do bairro Vila Nova irão aderir ao Programa “Butiá + Seguro”
06/09/2019 - Aberta a votação para o 14º Festival de Música de Porto Alegre
06/09/2019 - Charqueadas firma Termo de Colaboração com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Charqueadas – APAE.
06/09/2019 - Corrida do Fogo Simbólico da Pátria é realizada em Charqueadas
06/09/2019 - Operação conjunta contra o tráfico cumpre 10 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão em São Sebastião do Caí e no Litoral
06/09/2019 - ETAs de todo o Estado estão na mira do Ministério Público
06/09/2019 - Empresa é condenada pela Lei Anticorrupção a ressarcir valores pagos indevidamente por prefeitura
06/09/2019 - Programa estadual sobre febre amarela é referência mundial
06/09/2019 - Jovem RS Conectado no Futuro promove empreendedorismo, inovação e criatividade nas escolas
06/09/2019 - Minas do Leão tem nova Secretária de Saúde
06/09/2019 - Escolas de Minas do Leão compartilham experiências de projeto ambiental
06/09/2019 - Gabinete Itinerante da SMS estará na Farmácia Municipal nesta segunda (09)
06/09/2019 - Câmara Municipal aprova Revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental
06/09/2019 - Unidades Básicas de Saúde de Eldorado do Sul passam a funcionar também ao meio dia
06/09/2019 - Coordenadores regionais e agentes externos de educação participam de imersão na Seduc
05/09/2019 - Secretaria da Saúde reúne representantes de comitês de bacias hidrográficas do Estado
04/09/2019 - 27° Acampamento Farroupilha de Eldorado do Sul
04/09/2019 - SMEC realiza Desfile Cívico de 7 de Setembro
04/09/2019 - Balcão de Empregos em Eldorado do Sul
04/09/2019 - Seminário Saúde Mental
04/09/2019 - Fazenda cria regime optativo da Substituição Tributária para setor de combustíveis
04/09/2019 - Secretário da Seapen empossa novo comando da Susepe
04/09/2019 - A economia da inspiração
04/09/2019 - Votação da Consulta Popular começa nesta quarta-feira, dia 4 de setembro
04/09/2019 - Ciclovias poderão ser adotadas por empresas e pessoas físicas
04/09/2019 - Prefeitura de Porto Alegre incentiva a formalização do comércio ambulante
04/09/2019 - Sete pessoas são condenadas à prisão por venda de água mineral contaminada
04/09/2019 - Governador recebe da chefe da Polícia Civil a Medalha Tiradentes
04/09/2019 - Jovem RS Conectado no Futuro promove empreendedorismo, inovação e criatividade nas escolas
04/09/2019 - Procedimentos feitos por não médicos são tema de reunião no Ministério Público Estadual
03/09/2019 - Scaranto Autopeças em novo endereço em Guaíba
01/09/2019 - Farmácia do Noel
01/09/2019 - Serviço de Contabilidade
01/09/2019 - Barbearia Roque
01/09/2019 - Quer vender mais?
01/09/2019 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/09/2019 - Preserva Rio Grande - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/09/2019 - Bombeiros Voluntários evitam tragédia no Parque Eldorado.
01/09/2019 - Fogo simbólico da Pátria chega a Guaíba
01/09/2019 - Encontro de Sensibilização à Justiça Restaurativa acontece em Charqueadas
01/09/2019 - Governador visita obras do hospital oncológico do GHC na capital



Edição n° 195 - Setembro de 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 195
  • Edição n° 194
  • Edição n° 193







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821